Sagan pode se transferir para a Astana em 2017

Saiba como!
peter-sagan-world-champion-kit-and-bikejpg
Foto: http://www.sportful.com/

A Astana está na frente para fechar com a maior estrela do pelotão Pró Tour, o campeão do mundo Peter Sagan.

Segundo relatos de dentro da equipe cazaque, estão sendo feitas negociações com o atual campeão mundial. O negócio seria seria por algo em torno de € 5 milhões por temporada.

A Specialized estaria envolvida no negócio e poderia cobrir uma parte dos salários. No entanto, a marca norte americana anunciou recentemente uma redução de custos e vem se recusando a comentar qualquer coisa sobre o assunto.

Sagan, como não poderia ser diferente, é o centro das atenções no mercado de transferências depois que Oleg Tinkov confirmou que deixará o esporte depois de 2016 . Sagan tem contrato com a equipe de Tinkov, a Tinkoff Team, até 2017, mas tudo leva a crer que um acordo possa surgir caso a Tinkoff não encontre um novo patrocinador, abrindo espaço para sua saída.

O chefe da equipe Tinkoff, Stefano Feltrin, vem correndo contra o tempo para encontrar um novo patrocinador depois de acertada a saída do Tinkoff Bank. Feltrin aguardará até o fim do Giro d’Itália para encontrar uma solução que também poderia envolver a Specialized e assim manter Sagan. Ele nega ter conhecimento de qualquer acordo entre Sagan e Astana.

O agente de Peter Sagan, Giovanni Lombardi, tem conversado bastante com possíveis novas equipes nos últimos meses, mas sempre se recusou a comentar qualquer possível negociação. Também há o código da UCI que proíbe fechamento de qualquer contrato oficial fora da janela de transferencias que dura de 1 de agosto a 31 de dezembro. As negociações podem ser realizadas, mas as regras proíbem equipes e ciclistas de revelar qualquer detalhe fora dessa janela.

Quando se trata de Sagan, muito assunto surge, já foi cogitado que ele estaria sendo negociado com a Etixx-QuickStep durante as clássicas do meio do primeiro semestre, no entanto, o gerente da equipe, Patrick Lefevere, precisa ainda confirmar o seu patrocinador para depois de 2018 e também não parece estar insatisfeito com os ciclistas de sua equipe. Hoje a Etixx conta com Dan Martin, Niki Terpstra, o recém vencedor do Tour da Califórnia Julian Alaphilippe,  além de Fernando Gaviria, Marcel Kittel, Bob Jungels, Zdenek Stybar e Tony Martin.

Como todos os outros, quando o assunto vem à tona, Lefevere alega que ele não sabe nada sobre Sagan e a Etixx.

Para a Astana, além de excelente negócio, contar com Sagan seria, além de excelente contratação, também uma forma de garantir a continuidade do uso das bicicletas Specialized pela equipe.

Foto: Luca Bettini/BettiniPhoto©2016
Foto: Luca Bettini/BettiniPhoto©2016

Vincenzo Nibali, umas das estrelas da Astana, tem sido ligado à criação de uma nova equipe que seria financiada pelo príncipe Nasser bin Hamad Al Khalifa do Bahrein e, assim, sua partida,  poderia liberar algum recurso necessário para assinar com Sagan.

Vinokourov, gerente da Astana, não comentou ainda o assunto, mas não seria nada mal para a equipe contar com Peter Sagan e Fabio Aru como líderes da equipe para 2017.

Comentários

Be the first to comment

Deixe uma resposta