Tour de France: após vencer a segunda etapa Sagan critica seus companheiros

Em entrevista, após vencer a segunda etapa do TdF, Peter Sagan criticou seus companheiros de pelotão acusando-os de desrespeito pela vida um dos outros.

O campeão do mundo disse que a maneira como seus concorrentes correm é perigoso demais:

Quando eu fiz meu primeiro Tour de France era uma corrida diferente, agora é muito difícil relaxar em cima da bicicleta.
Parece que ninguém se preocupa com a vida, é inacreditável!
Você nunca sabe se amanhã você estará na prova ou se vai ter que abandonar.
É como se todo mundo que está na prova perdesse a cabeça.
Há falhas estúpidas no pelotão, está muito perigoso.
Não tem lógica, antes havia respeito pelos outros, quando alguém fazia algo estúpido todo mundo jogava garrafinhas (de água) nele ou batia com bombas.”
Mas o ciclismo perdeu isso. Em 2010, quando comecei, era um pouco diferente.

Sagan também reclamou da quantidade de equipes e pilotos que estão se envolvendo nos sprints:

Os caras não estão se respeitando, todo mundo quer ir atrás do trem de sprint.
Nos últimos 50 km existem sete trens de embalada – todas as equipes tem um! Não há preocupação com os ciclistas.
Então, o que acontece é que, na frente do pelotão, tem um monte de caras que não sabem pilotar uma bicicleta.
Hoje estou de amarelo, mas amanhã, talvez, eu possa nem estar mais no Tour de France.

Comentários

1 Comentário

  1. Algumas regras tem q se aplicar mesmo… principalmente em segurança. .. uma queda pode valer o título, ou pior, sua saúde ou sua vida.

Deixe uma resposta