Tour de France: Contador diz que Kreuziger não obedeceu às ordens da equipe

Saiba como!

Aberto Contador fez declaração sobre a falta de apoio da equipe Tinkoff, nos quilômetros finais da etapa de ontem do Tour de France, em que perdeu mais de 30 segundos.

As táticas para a etapa eram claras – manter Alberto Contador protegido, rodeá-lo de companheiros, pensando que, quando houvessem ataques no final, fosse possível manter o espanhol sem perder tempo.

Tudo ia bem para a equipe Tinkoff durante bem mais de metade da etapa. A equipe colocou Rafal Majka na fuga, acreditando que o polonês pudesse vencer a etapa.

A equipe Tinkoff não poderia prever o que aconteceria na fuga, mas, logo depois, na subida final, quando Contador sobrou do pelotão dos favoritos após uma aceleração de Romain Bardet, viu Roman Kreuziger abandonar o espanhol.

No final, Contador não perdeu tempo que definisse sua eliminação da disputa pela geral. Ele chegou a 33 segundos de seus principais rivais, mas ficou evidente que existem problemas dentro da equipe.

O espanhol falou hoje cedo a jornais espanhóis, antes da largada da sexta etapa:

As ordens da equipe foram uma, a decisão de Kreuziger foi outra. É, claramente, a realidade. A Tinkoff falhou, Kreuziger fez o que ele achava que deveria fazer. Nós já discutimos a questão e vamos deixar esse assunto para trás.

e294c1f8-75a4-447c-ae4e-566599de77ec
Kreuziger observando Contador em dificuldades, no final da etapa.

“Eu acho que o que você viu na televisão não era uma tática nossa!” disse o diretor esportivo da Tinkoff, Steven de Jongh, ao site Cyclingnews, também hoje, antes da etapa 6. E prosseguiu:

Nós demos 4 vezes ordens para Kreuziger, mas as coisas não ocorreram como pedido. Rafa não tinha porque esperar, porque a situação estava sob controle.
Falei com Roman (Kreuziger) após a corrida e ele disse que achava que Alberto estava em sua roda com 1,5 km para o final.
Eu disse: Roman (Kreuziger) quando digo algo na corrida, é porque eu sei o que está acontecendo.

Kreuziger, por sua vez, se distanciou das alegações de que estava andando por si mesmo e tentou se desculpar alegando que:

Não sabia das dificuldades, não ouviu o rádio. Havia problemas de comunicação, nós não nos entendemos nesses últimos metros. No grupo nós sabemos do papel de cada um e Alberto tem o papel de líder. Embora tenham sido escrito e dito muitas coisas, eu ignoro e foco na corrida. Falei com Alberto, não há nenhum problema entre nós.”

Comentários

Be the first to comment

Deixe uma resposta