Tour de France: Cummings vence e Avermaet retém liderança

Saiba como!

Quarta vitória britânica neste Tour de France, desta vez vindo de Stephen Cummings (Dimension Data). O ciclista largou para trás seus companheiros de fuga com mais de 30km para o final da etapa, subiu sozinho o mítico Col d´Aspin e desceu até Lac de Payolle para se consagrar como o primeiro vitorioso na passagem da competição pelos Pirineus.

Na sequência vieram em sua perseguição Daryl Impey (Orica-Bike Exchange) e Dani Navarro (Cofidis). Vincenzo Nibali (Astana) estava na fuga, mas acabou sobrando no final da montanha, e chegou na quarta colocação.

O líder Greg Van Avermaet (BMC) também se aventurou na grande fuga da etapa, conseguindo chegar na quinta posição e mantendo a liderança. A única alteração na geral foi o atraso de Tibaut Pinot (FDJ), que sentiu o ritmo na escalada e caiu bastante na CG.

Como a etapa se desenvolveu

A primeira etapa dos Pirineus começou com ritmo insano e muitos ataques, uma grande fuga se formou com 29 atletas, eram eles: Greg Van Avermaet (BMC), Alexis Vuillermoz e Jan Bakelants (Ag2r-La Mondiale), Vincenzo Nibali (Astana), Luis Mate (Cofidis), Simon Geschke (Giant-Alpecin), Daryl Impey (Orica-Bike Exchange), Tony Martin (Etixx-QuickStep), Tsgabu Grmay (Lampre-Merida), Sylvain Chavanel (Direct Energie), Jasper Stuyven (Trek-Segafredo), Oliver Naesen (IAM Cycling), Dani Navarro (Cofidis), Matti Breschel (Tinkoff), Pierre-Luc Perichon (Fortuneo-Vital Concept), Alexey Lutsenko (Astana), Steve Cummings (Dimension Data), Cesare Benedetti, Paul Voss (Bora-Argon 18), Jurgen Roelandts (Lotto Soudal), Angel Vicioso (Katusha), Kristijan Durasek (Lampre-Merida), Antoine Duschesne (Direct Energie), Borut Bozic (Cofidis), Alex Howes, Sebastian Langeveld (Cannondale), Vasil Kiryienka (Sky), Paul Martens (LottoNL-Jumbo), Gorka Izagirre (Movistar).

A presença de Greg Van Avermaet na fuga indicava, claramente, que o atleta estava usando a fuga para proteger a sua liderança. O atleta usou o ataque como forma de defesa e deu certo, conseguiu manter a liderança por mais um dia.

gettyimages_545501344_670
O líder Greg Van Avermaet integrou a grande fuga do dia e permanece na liderança (Tim De Waele).

Quando se aproximavam do Col D´Aspin, começaram os ataques, sendo que a primeira seleção contava com Nibali, Impey, Avermaet, Navarro e Cummings. Este último viu a oportunidade de acelerar ainda mais e foi embora, nem mesmo esperando o início da escalada. O ciclista da Dimension Data chegou escapado, realizando um incrível feito.

Quem é Stephen Cummings?

Hoje uma grande fuga se formou na sétima etapa do Tour de France, sendo a primeira nos Pirineus. Entre seus integrantes haviam fortes escaladores como Vincenzo Nibali, Daniel Navarro (Cofidis), e passistas de elite como Vasili Kyrienka (Sky) e Sylvain Chavanel (Direct Energie), mas a vitória veio através de uma forte ataque de Stephen Cummings. Ele atacou antes mesmo da principal montanha do dia, o Col d´Aspin, surpreendendo a todos com seu passo, e jamais foi alcançado pelos atletas perseguidores.

Ai recai uma pergunta, quem é esse cara?

O brilhante passista britânico começou sua carreira nas provas de pista, sendo fruto do enorme trabalho realizado em seu país na revelação de talentos naquela modalidade. O trabalho rendeu enormes dividendos, e o atleta foi medalha de prata na prova de perseguição por equipes nas Olimpíadas de Atenas. O time era formado por Robert Hayles, Paul Manning e Bradley Wiggins. Cummings ainda foi campeão mundial na mesma prova em 2005, e com tantas qualidades, começou a chamar a atenção de várias equipes que queriam levá-lo para a estrada, de modo que ele foi segundo colocado no campeonato nacional de estrada, com apenas 24 anos, em 2005.

gettyimages_545509910_670
Stephen Cummings segue solo rumo a bela vitória na etapa de hoje (Getty).

Cummings começou sua carreira profissional na estrada com o time Landbouwkrediet-Colnago, e depois passando pelo team Discovery Channel, onde ficou apenas uma temporada e depois team Barloworld onde ficou duas temporadas, até o ano de 2009, quando começou a se dedicar integralmente às provas de estrada, deixando de lado o velódromo.

Integrou o forte time da Sky, em 2010 e 2011, e depois BMC de 2012 a 2014, onde adquiriu enorme experiência em provas como Giro, Vuelta e Tour de France, além da participação em diversas clássicas e voltas de grande expressão. Durante aquele período produziu diversos resultados, como a vitória geral no Tour do mediterrâneo e segundo no Tour do Quatar. Venceu etapas na Vuelta de Espana, Tour de Pequin, Volta ao Algarve, Tour da Grâ-Bretanha….

A vitória nesta sétima etapa do Tour de France 2016 é a coroação de uma carreira de sucesso, e o resultado de um trabalho de longo prazo, desde as categorias de base.

Veja o momento do ataque de Cummings:

A queda do pórtico de 1 km prejudicou Adam Yates

Um fato inusitado aconteceu nesta etapa, o pórtico que marcava 1km para o final da etapa acabou caindo pouco antes da passagem do grupo dos favoritos, o britânico Adam Yates (Orica-BikeExchange) havia acabado de atacar e vinha na tentativa de ganhar algum tempo sobre os favoritos, mas foi surpreendido pela queda do pórtico que acabou derrubando-o. O ciclista terminou a etapa todo machucado sendo escoltado por Ruben Plaza na linha de meta.

A queda pode prejudicar o ciclista que é a esperança da equipe australiana neste Tour. Os favoritos da geral perceberam a queda do pórtico e mais ninguém foi afetado.

Confira o momento da passagem pelo pórtico:

Confira os melhores momentos da etapa de hoje:

Mais imagens da etapa:

Este slideshow necessita de JavaScript.

(Imagens: Getty, Tim De Waele e Bettini Photo)

Saiba tudo sobre as etapas aqui

Resultados

Comentários

Be the first to comment

Deixe uma resposta