Olimpíadas 2016: Prova de estrada

Saiba como!

As provas de estrada dos jogos olímpicos do Rio serão disputadas no próximo sábado e domingo. Elas terão dificuldade elevada, principalmente se comparadas às provas disputadas dos Jogos Olímpicos de Londres, quando o cazaque Alexander Vinokourov venceu.

Os ciclistas terão que percorrer 256,4 km, na prova masculina, e 130,3 km na feminina, distribuídos em dois circuitos de aproximadamente 25 quilômetros cada um. No início, eles farão o percurso de Grumari, (quatro voltas para os homens e duas para as mulheres), sendo que, em cada uma das voltas, os ciclistas terão que subir duas pequenas subidas: uma de 1,2 km com 7% e a outra de 2,1 km com 4,5%. Depois de completarem as primeiras voltas eles partem para o circuito da Vista Chinesa (duas voltas para as mulheres e três para os homens), e é aí que a “coisa” começará a ficar séria! O circuito possui duas rampas uma de 3,8 Km a 9%  e a outra, logo na sequencia, de 3,8 Km a 6%. Será terrível! Após esse segundo circuito os atletas partem para o último trecho de 25 quilômetros até a chegada.

Dia e horário

Prova Masculina:
Data: 06/08/2016
Horário: 9h30
Prova Feminina:
Data: 07/08/2016
Horário: 12h15

circuito_olimpico


altimetria

Equipe Brasileira

A equipe brasileira tanto masculina quanto a feminina será composta por 2 atletas.

Masculino:

Murilo Fischer (FDJ), além de ser o principal ciclista em atividade no World Tour é o primeiro e único brasileiro a completar os três grandes Tours do Ciclismo de Estrada: Giro d’Itália, Tour de France e Vuelta da Espanha. Os Jogos do Rio de Janeiro serão a quinta Olimpíada do brasileiro na carreira.

Kleber Ramos, mais conhecido como Bozó, foi o melhor brasileiro no evento-teste para a Rio2016, alcançando o 7º lugar, com uma performance muito boa principalmente nos trechos de subida. O paraibano tem se destacado muito nas últimas temporadas no circuito internacional e por isso está embalado para sua estreia em Jogos Olímpicos.

Feminino:

Flávia Oliveira que atualmente é a melhor brasileira no ranking mundial. Ela faz parte do seleto grupo que integra o ciclismo feminino profissional e tem cumprido um extenso calendário internacional de provas, competindo entre as melhores ciclistas do mundo. A atleta também foi medalhista de bronze no último pan-americano da modalidade e disputará a sua primeira olimpíada.

Clemilda Fernandes que chega com muita experiência para disputar a sua terceira olimpíada. Após competir várias temporadas no circuito europeu, a ciclista goiana é a atual campeã brasileira na modalidade e segunda melhor brasileira no ranking mundial.

Fonte: CBC

Escalação das equipes da prova masculina:

belgicaBelgium
Gilbert, Philippe
Pauwels, Serge
Van Avermaet, Greg
Wellens, Tim
De Plus, Laurens
colombiaColombia
Chaves, Johan Esteban
Henao, Sergio Luis
López, Miguel Ángel
Pantano, Jarlinson
Uran, Rigoberto
gra-bretanhaGreat Britain
Thomas, Geraint
Froome, Christopher
Yates, Adam
Cummings, Stephen
Stannard, Ian
italiaItaly
Nibali, Vincenzo
Aru, Fabio
Caruso, Damiano
Rosa, Diego
De Marchi, Alessandro
espanhaSpain
Valverde, Alejandro
Rodríguez, Joaquim
Erviti, Imanol
Izagirre, Ion
Castroviejo, Jonathan
holandaNetherlands
Dumoulin, Tom
Poels, Wout
Mollema, Bauke
Kruijswijk, Steven
Germany
Buchmann, Emanuel
Geschke, Simon
Levy, Maximilian
Martin, Tony
francaFrance
Vuillermoz, Alexis
Bardet, Romain
Barguil, Warren
Alaphilippe, Julian
noruegaNorway
Bystrøm, Sven Erik
Boasson Hagen, Edvald
Laengen, Vegard Stake
Nordhaug, Lars Petter
Poland
Bodnar, Maciej
Kwiatkowski, Michal
Majka, Rafał
Golas, Michal
portugalPortugal
Cardoso, André
Costa, Rui
Mendes, José
Oliveira, Nelson
Slovenia
Špilak, Simon
Roglič, Primož
Polanc, Jan
Mohoric, Matej
Czech Republic
Bárta, Jan
König, Leopold
Stybar, Zdenek
Vakoc, Petr
Switzerland
Cancellara, Fabian
Albasini, Michael
Morabito, Steve
Reichenbach, Sebastien
Argentina
Sepúlveda, Eduardo
Richeze, Ariel Maximiliano
Diaz, Daniel
Australia
Dennis, Rohan
Porte, Richie
Clarke, Simon
Canada
Duchesne, Antoine
Houle, Hugo
Woods, Michael
Denmark
Fuglsang, Jakob
Juul-Jensen, Christopher
Sørensen, Chris Anker
Iran
Mizbani, Ghader
Moazemi, Arvin
Pourseyedi, Mirsamad
Morocco
Ait El Abdia, Anass
Haddi, Soufiane
Lahsaini, Mouhssine
Ukraine
Grivko, Andrei
Kostyuk, Denys
Padun, Mark
Russia
Chernetckii, Sergei
Kochetkov, Pavel
United States
Phinney, Taylor
Bookwalter, Brent
Algeria
Mansouri, Abderrahmane
Reguigui, Youcef
Eritrea
Teklehaimanot, Daniel
Estonia
Kangert, Tanel
Taaramäe, Rein
BrasilBrasil
Fischer, Murilo Antonio
Ramos, Kleber
Ireland
Martin, Daniel
Roche, Nicolas
Japan
Arashiro, Yukiya
Uchima, Kohei
Kazakhstan
Kozhatayev, Bakhtiyar
Lutsenko, Alexey
Croatia
Durasek, Kristijan
Kvasina, Matija
Lithuania
Navardauskas, Ramunas
Konovalovas, Ignatas
Latvia
Skujiņš, Toms
Saramotins, Aleksejs
Austria
Preidler, Georg
Denifl, Stefan
Slovakia
Tybor, Patrik
Turkey
Balkan, Onur
Örken, Ahmet
Venezuela
Monsalve, Yonathan
Ubeto, Miguel Armando
Belarus
Kiryienka, Vasil
Siutsou, Kanstantsin
South Africa
Impey, Daryl
Meintjes, Louis
Korea
Kim, Ok Cheol
Seo, Joon Yong
Azerbaijan
Averin, Maksym
Bulgaria
Hristov, Stefan Koychev
Chile
Rodriguez, Jose Luis
Costa Rica
Amador, Andrey
Dominican Republic
Milan, Diego
Ecuador
Guama, Byron
Ethiopia
Grmay, Tsgabu
Greece
Tamouridis, Ioannis
Guatamala
Rodas, Manuel
Hong Kong China
Cheung, King Lok
Luxembourg
Schleck, Fränk
Mexico
Lemus, Luis
Namibia
Craven, Dan
New Zealand
Bennett, George
Puerto Rico
Babilonia, Brian
Romania
Tvetcov, Serghei
Rwanda
Niyonshuti, Adrien
Serbia
Stevic, Ivan
Tunisia
Nouisri, Ali
United Arab Emirates
Mirza, Yousef Mohamed

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta