Romain Bardet: vencer o Tour de France é a minha meta

Saiba como!
Esta matéria tem o apoio delogo-bici

Após alguns dias de férias, o novo astro francês e segundo colocado no Tour de France deste ano, Romain Bardet (Ag2r-LaMondiale), retornou o foco à sua preparação que tem como meta vencer o próximo Tour. Apontado por muitos como um dos melhores escaladores da atualidade, Bardet foi vice-campeão do Tour com uma equipe 10 vezes mais barata do que a Sky de Cris Froome, mas o time francês foi comprometido e os gregários de Bardet deram tudo e mais um pouco para levá-lo a este grande resultado.

Veja também: Giro, Tour e Vuelta terão 8 ciclistas por equipe em 2017

Veja também: Reforços aumentam o poder de fogo da Ag2r nas clássicas

“Devo tudo a meu time, sem ele eu não estaria aqui”, frisou Bardet quando questionado sobre a comparação entre a Sky e sua equipe, o que na verdade é uma pergunta interessante que infere qual a real capacidade da Ag2r de enfrentar a Sky, considerada a equipe mais forte (e mais cara) do mundo atualmente. A questão é que em três semanas muita coisa pode acontecer, e na etapa 19 no Tour deste ano, Bardet mostrou a todos que até mesmo a Sky e Chris Froome podem ter um dia ruim. Naquele dia Bardet atacou e alcançou seu companheiro de equipe Mikel Cherrel, que o ajudou a abrir tempo em Froome e nos outros adversários, além de vencer a etapa de modo espetacular.

SAINT-GERVAIS MONT BLANC, FRANCE - JULY 22:  Romain Bardet of France and AG2R La Mondial Team crosses the finish line to win the 146 km mountain stage nineteen of Le Tour de France from Albertville to Saint-Gervais Mont Blanc on July 22, 2016 in Saint-Gervais Mont Blanc, France. His victory gives France their first stage winner in this years Tour.  (Photo by Michael Steele/Getty Images)
Vitória de Romain Bardet na 19a etapa do Tour de France 2016 (Getty Images)

Comentários a parte, a França vive um momento incrível no ciclismo, possui excelentes ciclistas em todas as modalidades, estrelas com Julian Alaphilipe (atleta de clássicas), Bardet e Thibaut Pinot (Grand Tours), Arnaud Demare e Nacer Bouhanni (Sprints), Warren Barguil e Pierre Roger Latour (escaladores), e todos já com grandes resultados no mais alto nível do ciclismo, sem contar as feras do MTB (Absalon, Prevot, Marotte, Koretsky) e da pista. Bardet faz parte desta nova safra de talentos e ainda muitos devem aparecer nos próximos anos, fruto de um amplo trabalho de base e de uma paixão nacional, que são os esportes com duas rodas, seja ele qual for, os francesas amam!

Sobre a participação no Giro d´Itália, Bardet frisou que ainda quer muito participar da prova, “é uma volta com muitas montanhas, ideal para minhas características, mas por estar em uma equipe francesa, meu alvo e meu sonho é o Tour, mas o Giro também é uma grande ambição”.

Veja também: Conheça a nova bike da equipe francesa Ag2r-LaMondiale

Bardet participou de seu primeiro Tour aos 22 anos de idade, em 2013, quando foi 15o geral, um resultado impressionante, em 2014 ele foi sexto e em 2015 foi nono geral e venceu uma etapa, escapado. Em 2016 foi o ano da virada, no qual terminou na segunda colocação geral e mostrou a todos que é capaz de enfrentar Froome e a poderosa Sky. Em 2014 a Ag2r também conseguiu o segundo lugar geral com o veterano Jean Cristoph Peraud (prata no MTB nos Jogos Olímpicos de Atenas), e o resultado de Bardet veio confirmar que a equipe tem muito talento e ótimos ciclistas. Na França, em um questionário feito no Tour de L´Avenir, a maioria dos atletas sub-23 daquele país tem o sonho de correr pelas cores da Ag2r, mostrando que a equipe realmente atrai os jovens talentos, e Bardet é uma prova que eles também são capazes de retê-los e por fim desenvolvem suas melhores qualidades.

david_millar_romain_bardet
Bardet e seu coach, David Millar, tem trabalhado muito sua posição no contra-relógio, que é seu ponto fraco. Com a comissão técnica, ele se reúne de tempos em tempos para melhorar seus tempos.

“Eu ainda tenho muito o que aprender, uma delas seria conseguir a camisa amarela e ter minha equipe defendendo-a por algumas etapas, seria uma grande experiência que eu ainda não tenho, e para vencer o Tour, isso é crucial” frisou o francês que mostra que vestir a camisa seria construtivo não só para ele, mas para a moral da equipe, hoje considerada a melhor da França, mas que ainda precisa mostrar que é capaz de proteger seu atleta em uma condição tão complicada.

Para uma equipe manter uma camisa de líder no Tour, é preciso muito mais do que bons números, ou watts/kg, é preciso um time coeso e homogêneo, e comprometido em dar tudo para não perder a camisa amarela, principalmente pelo alto nível da competição. Ainda existem dúvidas se a Ag2r seria capaz de conseguir tal feito, mas uma coisa é certa: os caras vem batendo na  trave e uma hora o título pode chegar.

Veja a vitória de Bardet na 19a etapa do Tour de France 2016:

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta