Stefano Cecchini do Strava para o profissionalismo

Saiba como!

Um italiano, Rei dos KOM’s na itália, está tentando assinar seu primeiro contrato como profissional aos 38 anos de idade.

Stefano Cecchini possui os melhores tempos em várias das mais difíceis e longas montanhas italianas, entre elas o Passo Gavia, o Passo Giau e o Stelvio.

Veja abaixo os tempos do atleta que bate de frente com os profissionais das grandes equipes do WordTour e que utiliza o nome de “Cecco – LaBagarre.it”:


Segundo ele, nos últimos 3 anos, ele venceu 10 Granfondos disputados na Itália, todos de grande importância.

cecchinistefano-150602-001
Stefano Cecchini ao vencer o Granfondo Mario Cipollini em 2015.

Em entrevista a um jornal italiano disse:

“Eu vivo a vida de um profissional. Se eu não fizesse isso eu não conseguiria sequer ganhar uma prova. Treino 6 dias por semana, talvez eu seja um idiota, mas eu gosto de andar bem.”

Pra deixar essa história ainda mais “louca” Stefano diz que começou a andar de bicicleta em 2011, então com 32 anos, após o nascimento de sua filha, e atualmente treina em média 20 horas por semana.

“Se alguém fala de doping, minha resposta é clara: podem vir me testar quando quiserem. Não tenho nada a esconder. E quem não acredita nos meus tempos pode verificar no Strava.”

Os tempos estão chamando tanta atenção que uma equipe World Tour o procurou, fizeram alguns testes, porém sumiram depois. O problema? Stefano Cecchini é filho do médico Dr. Luigi Cecchini, que esteve envolvido em vários escândalos de doping. Alguns de seus clientes eram Jan Ullrich, Tyler Hamilton e Thomas Dekker. Ele também trabalhou com Bjarne Riis em 1996, quando Riis ganhou o Tour de France.

As últimas equipes a procurarem Stefano foram a Nippo – Vini Fantini e a Androni (ambas Pró Continental), mas elas temem que o envolvimento do pai de Stefano possa prejudicar o envio de convites para participação das equipes no Giro d’Italia.

Acesse a conta de Stefano no Strava aqui: https://www.strava.com/athletes/7926905

Comentários

Be the first to comment

Deixe uma resposta