Lista de favoritos para o Giro d´Itália cresce e disputa será acirradíssima

Saiba como!
Esta matéria tem o apoio delogo-bici

O tradicional Giro d´Itália, que passa pelas montanhas mais duras daquele país e está entre um dos maiores eventos esportivos do mundo, já tem uma lista impressionante de concorrentes ao título geral. São ciclistas de vários países e várias equipes do mais alto nível, que tentarão levar para casa o prêmio milionário e entrar para a história

Veja a lista atualizada aqui!

1 Vincenzo Nibali  (Bahreim-Merida)

Ennevelin, France - July 09,2014: The Italian cyclist Vincenzo Nibali ( Team Astana) wearin the Yellow Jersey on a dirty cobbled road during the stage 5 of Le Tour de France 2014. Nibali won this edition of competition.

O atual campeão do Giro promete vir com tudo para a prova. Com equipe nova e uma grande estrutura montada a seu favor, Nibali promete ser o homem a ser batido na prova. O próximo Giro está sendo considerado um dos mais duros com relação à quantidade de montanhas, só para ter uma ideia, em uma etapa os ciclistas subirão 2x o temido Passo del Stelvio, considerada uma das montanhas mais duras da europa, e é com essas características que Nibali deve atuar melhor. Quanto mais difícil for o Giro, seja no percurso, seja no clima, melhor para o italiano.

2 Fabio Aru (Astana)

Bergamo - Italy - wielrennen - cycling - radsport - cyclisme - Fabio Aru (Italy / Team Astana) pictured during Il Lombardia 2014 - Giro di Lombardia - photo LB/RB/ Cor Vos © 2014

Após uma temporada de 2016 complicada e com poucos resultados, Fabio Aru deve voltar em 2017 com todo o apoio da Astana para fazer o seu melhor. O chefão do time, o cazaque Alexander Vinoukrov já deixou bem claro que Fabio Aru é o grande astro do time e não deve ser deixado de lado apenas por ter tido uma temporada ruim, ele venceu a Vuelta a España em 2015 e foi vice-campeão do Giro d´Itália no mesmo ano, atrás apenas de Alberto Contador. Em 2017 ele deve voltar com tudo, e a Astana, como de costume, deve chacoalhar o pelotão e colocar medo nas equipes rivais! 🙂

3 Mikel Landa (Sky)

15-05-2016 Giro D'italia; Tappa 09 Radda In Chianti - Greve In Chianti; 2016, Team Sky; Landa Meana, Mikel; Panzano In Chianti;

 

O grande curinga da Sky é Mikel Landa, considerado por muitos como um dos melhores escaladores do pelotão, Landa ainda precisa confirmar sua capacidade de andar bem em provas de três semanas, e mostrar que o pódio no Giro de 2015 não foi por acaso. Em 2016 Landa foi obrigado a abandonar a prova após ter problemas estomacais após o segundo dia de descanso, e até ali ele fazia uma boa volta. Nos bastidores da Sky foi um grande golpe aquela desistência, e por mais um ano o time é obrigado a se explicar após um fraco resultado na grande volta italiana. Em 2017 a Sky deverá trazer uma seleção para vencer a prova e mostrar a todos que a equipe mais forte do mundo também pode andar bem na Itália.

4 Geraint Thomas (Sky)

Geraint_Thomas_2016

Um é bom, dois é melhor! É com essa filosofia que a Sky vai para o próximo Giro, com Landa e Thomas, a equipe duplica as chances de ter um bom resultado e com certeza deve colocar medo nas equipes menores, a estratégia deve ser muito bem pensada, pois Landa e Thomas têm características bastante distintas. Landa sobe melhor e é um ciclista com fraco rendimento em contra-relógios, já Thomas é um poderoso contra-relogista, mas em etapas de alta montanha pode sofrer muito e perder tempo na geral. A forma como a Sky fará sua estratégia será o diferencial do time, se a estratégia for bem feita o resultado pode ser surpreendente.

5 Thibaut Pinot (FDJ)

Tour de France 2016 - 09/07/2016 - Etape 8 - Pau/ Bagnere-de-Luchon (184 km) - Le duo PINOT Thibaut (FDJ) MAJKA Rafal (TINKOFF) se detache de JEANNESSON Amold (COFIDIS; SOLUTIONS CREDITS)

A estrela da equipe francesa FDJ, Thibaut Pinot irá trocar de planos em 2017 e ao invés de focar seus esforços na grande volta francesa, irá tentar o título no Giro. A proposta é clara e a equipe francesa terá um grande desafio pela frente, haja vista que o time possui poucos bons resultados em solo italiano, exceto pela vitória de Arnaud Demáre na Milan San Remo de 2016, que ainda possui questões controversas, como o ato suspeito de Demáre, em que uma câmera o viu subindo a montanha final escorado em um carro da equipe.

Discussões à parte, a FDJ terá de reforçar a equipe e sua comissão técnica, trazendo experts com conhecimento dos percursos e da estratégia a ser montada no Giro, algo que a equipe ainda está desenvolvendo. O fato é: todo esse esforço para fazer uma bela apresentação no Giro deve trazer um know how enorme para a equipe e elevar o nível do grupo e comissão. Todos nós sabemos da qualidade de Pinot e de sua capacidade de andar bem na geral, principalmente pela quantidade de montanhas, nas quais ele sempre deixa sua marca. De olho no francês!

6 Tejay Van Garderen (BMC)

16-06-2016 Tour De Suisse; Tappa 06 Weesen - Amden; 2016, Bmc Racing; Atapuma Hurtado, John Darwin; Van Garderen, Tejay; Amden;

TVG é o único americano que estará no Giro, capaz de acabar com o regime de quase 30 anos de Andy Hampstein (campeão em 1988), o primeiro e único americano a vencer a prova italiana!

TVG terá de fazer a prova da sua vida para vencer, mas como tudo indica, ele adquiriu grande experiência nos últimos anos, aprendendo com seus erros. Com boa capacidade de escalar e de fazer bons contra-relógios, TVG terá um grande desafio pela frente, mas com a mudança de estratégia da equipe, que levará Richie Porte como líder no Tour de France, TVG será obrigado a andar bem no Giro se quiser prolongar o contrato por mais um ano, ele não tem escolha, e deve vir com tudo para a prova.

7 Bauke Mollema (Trek-Segafredo)

09-07-2016 Tour De France; Tappa 08 Pau - Bagneres De Luchon; 2016, Trek Factory Racing; Mollema, Bauke; Bagneres De Luchon;

Outro grande ciclista que foi obrigado a mudar de planos devido à chegada de um novo líder na equipe, é Bauke Mollema. O holandês foi líder da equipe no último Tour de France, mas um dia ruim e uma queda na última semana da prova, tiraram dele a chance de terminar no pódio da volta francesa. Em 2017 ele irá focar no Giro e Alberto Contador no Tour, de modo que a nova equipe Trek-Segafredo está sendo considerada uma das novas sensações dos Grand-Tours e clássicas, com um bom plantel e uma total renovação. Mollema já correu o Giro e conhece as etapas, e disse que não tem medo de nenhum adversário que estará na prova. Com isso, aguardem o holandês que deve dar muito trabalho!

8 Tom Dumoulin (Giant-SunWeb)

dumuolin6_1470871948327_8qkwvx0qoug3_630_80_670

Nosso segundo holandês é o gigante Tom Dumoulin, medalha de prata do contra-relógio dos Jogos do Rio e vencedor de duas etapas do Tour de France, ele está sendo envelhecido como um bom vinho e a cada ano tem mostrado que possui o pedigree para se tornar um dos grandes favoritos à vitória em voltas de três semanas. Dumoulin tem o desafio de levar um bom time para a prova, haja vista que o orçamento da equipe alemã não é o mesmo das grandes equipes e faltam bons gregários para ajudá-lo. De todo modo, Dumoulin é um dos caras a serem observados na prova, e terá todo seu potencial para mostrar, esse é o cara!

9 Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo)

Dutch rider Steven Kruijswijk (Lotto NL- Jumbo) crosses 2nd the finish line of the 16th stage of the 98th Giro d'Italia, Tour of Italy, cycling race between Pinzolo and Aprica on May 26, 2015 in Aprica. Spaniard Alberto Contador took a massive step towards his second Giro d'Italia triumph after increasing his overall lead on Fabio Aru after an epic 16th stage won by fellow Spaniard Mikel Landa today. Landa came over the finish line in 5hr 02min 51sec with Contador settling for third place at 38sec behind on the wheel of Dutchman Steven Kruijswijk. AFP PHOTO / LUK BENIES (Photo credit should read LUK BENIES/AFP/Getty Images)

Se há alguém nessa lista que merece vencer o Giro, é Steven Kruijswijk, terceiro holandês na nossa lista (sim, a Holanda está com tudo!), e que liderou o Giro de 2016 através de grandes montanhas e etapas complicadas, mas caiu violentamente por um descuido ao se alimentar, chocando-se contra um banco de neve. Steven Kruijswijk, pode-se dizer, era o virtual vencedor do Giro, e com apenas uma etapa de montanha para terminar o Giro viu  na tragédia sua prova se esfacelar entre suas mãos.

Steven Kruijswijk participou dos Jogos Olímpicos e alinhou para a Vuelta, onde uma queda devido à um poste sem sinalização o tirou da prova e o levou, novamente ao hospital. Desta forma, se a sorte estiver ao lado deste guerreiro holandês, a chance dele trazer um grande resultado será enorme, e 2017 será o ano deste forte atleta.

10 Rigoberto Uran (Cannondale-Drapac)

Uran

Não poderia faltar um colombiano em nossa lista, e este cara é Rigoberto Uran. Em 2016, ao trocar de time, Uran viu seus resultados em Grand Tours diminuírem, mas ao final da temporada ele demonstrou que ainda tem pique para disputar a vitória nas principais clássicas, como Giro di Lombardia, Giro del Emília, GP de Montrel, e GP de Quebec, provas em que Uran andou muito e chegou muito perto da vitória.

Em 2017, com toda estrutura voltada para ele no Giro d´Itália, Uran deve andar bem nas montanhas italiana, algo que ele já fez duas vezes, nas quais ele foi vice-campeão do Giro. Além disso, a Cannondale é uma equipe formada por jovens talentos, que estão atingindo um bom nível e devem trazer bons resultados em 2017, nomes como Lawson Craddock, Davide Villela e Alex Howes devem ajudar Uran a fazer bonito no Giro, mas a briga será grande!

Comentários

Be the first to comment

Deixe uma resposta