Kristoff abre a contagem em Omã; Boonen cai

Saiba como!
Esta matéria tem o apoio delogo-bici

A abertura do Tour de Omã foi nervosa, com a grande possibilidade de haver um sprint em massa, as equipes fizeram de tudo para manter o ritmo alto e não dar chances para sair alguma fuga perigosa. Encabeçavam a ponta do pelotão QuickStep-Floors, Katusha, e a equipe do brasileiro Rafael Andriato, a Willier-Triestina, vinha muito bem. Mas, a vitória veio para o “homem de gelo” Alexander Kristoff, que com um sprint poderoso bateu todos e mostrou que ele vem muito forte essa temporada e será um dos favoritos para as clássicas.

Kristoff venceu fácil o sprint, com tempo para olhar para a torcida 😉 (TDWSport).

Como seria esperado, a etapa de quase 180 km teve muito calor e uma fuga com 5 atletas que se desgarraram bem cedo do pelotão, eram eles: Larry Warbasse (Aqua Blue Sport), Aime De Gendt (Sport Vlaanderen – Baloise), Alan Marangoni (Nippo – Vini Fantini), Giuseppe Fonzi (Wilier Triestina) e Christophe Masson (WB Veranclassic Aqua Protect). Eles foram neutralizados com mais de 10km para o final, o que indicava que o interesse em levar a prova para o sprint era grande, e o pelotão vinha muito rápido!

O ritmo foi intenso durante toda etapa, e o calor fez sua parte 🙂 (TDWSport).

No último quilômetro a QuickStep-Floors viu todo seu trabalho ir por água abaixo quando num toque de rodas, Tom Boonen caiu. Aquela queda gerou aquele suspense, pois um osso quebrado agora significaria ficar de fora das clássicas que começam na semana que vem. Mas, felizmente, tudo não passou de alguns ralados e o belga foi capaz de terminar a etapa, e segue amanhã na competição.

O tombo de Tom Boonen:

A fuga do dia: Larry Warbasse (Aqua Blue Sport), Aime De Gendt (Sport Vlaanderen – Baloise), Alan Marangoni (Nippo – Vini Fantini), Giuseppe Fonzi (Wilier Triestina) e Christophe Masson (WB Veranclassic Aqua Protect) (TDWSport).

O brasileiro Rafael Andriato ajudou no sprint de sua equipe, que colocou o italiano Jakub Marezcko na sexta colocação, e Andriato terminou no pelotão da frente, na 35a colocação. Ele segue sua preparação para as importantes provas que vão acontecer em março, como a Milão-San Remo e a Tirreno-Adriatico.

Amanhã teremos mais uma etapa rápida e possivelmente com chegada em sprint. Saiba mais sobre o Tour de Omã aqui.

Veja mais imagens da prova:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja o vídeo da chegada:

Resultados

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta