Volta ao Algarve: Daniel Martin e Primoz Roglic duelam e Martin leva a melhor

Saiba como!
Esta matéria tem o apoio delogo-bici

O irlandês Daniel Martin (Quick-Step Floors) venceu ontem (17) a segunda etapa da Volta ao Algarve, a etapa terminou no alto da Fóia que foi palco de uma batalha incrível entre Martin e Primoz Roglic (Team Lotto NL-Jumbo).

A escalada terminava no ponto mais alto da região do Algarve e logo no primeiro quilômetro da subida a Quick-Step Floors impôs um ritmo fortíssimo com Zdenek Stybar e Enric Mas fazendo o trabalho para Dani Martin. Os dois impuseram um ritmo tão forte que, juntamente com Martin, chegaram a abrir sozinhos do grupo restando ao esloveno Primoz Roglic e ao ex-campeão mundial Michal Kwiatkowski (Team Sky) saltar nos três.

Logo após os dois encostarem nos 3 atletas da Quick-Step, Enric Mas apertou ainda mais e largou para a disputa do restante da subida os 3 pretendentes a vitória da etapa: Martin, Roglic e Kwia.

Daniel Martin e Primoz Roglic começaram a se atacar e Kwia não suportou o ritmo, os dois vieram brigando até à linha final. A 200 metros da meta Daniel Martin, que vinha na roda de Roglic, arrancou e conseguiu bater o rival, que cortou a meta com o mesmo tempo. Michal Kwiatkowski não perdeu muito e cruzou a linha na terceira posição.

Com o resultado a Quick-Step Floors mantem a liderança da prova só alterando o líder, de Fernando Gaviria agora Daniel Martin assume a camisa amarela. O irlandês está a 4 segundos de Primoz Roglic e 26 segundos de Michal Kwiatkowski na disputa geral da prova.

Hoje teremos um crono individual de 18 Km que poderá mudar a classificação, atletas como o campeão europeu de crono, Jonathan Castroviejo (Movistar Team), que é o nono da geral e Luis León Sánchez (Astana), que está em sétimo, ambos a 45 segundos da liderança, podem subir algumas posições. Isso sem falar em Kwiatkowski que tem um bom contra-relógio e Primoz Roglic que venceu uma das etapas de crono no Giro d’Itália do ano passado, portanto deverá fazer de tudo pela liderança. Martin que se cuide.

Outro atleta que vem surpreendendo na volta portuguesa é o português da W52-FC Porto, Amaro Antunes, ele chegou a encostar nos líderes durante a escalada final, não aguentou o ritmo dos ponteiros, mas, mesmo assim, cruzou em quarto lugar e é o atual quarto da geral, a 43 segundos de Martin.

Kwiatkowski (Sky) e Antunes (W52) durante a escalada.

Veja os últimos quilômetros da etapa e a batalha entre os atletas:

Resultados:

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta