Neste fim de semana começam as temidas clássicas!

Saiba como!
Esta matéria tem o apoio delogo-bici

É neste sábado, com a tradicional Omloop Het Niewsblad, na Bélgica, que será dada a abertura das famosas “clássicas”, que são provas de um dia com o mais alto nível do ciclismo mundial, seja pelos percursos com longos trechos com paralelepípedo, seja pelo clima que se alterna constantemente na Europa nesta época do ano (chuva, frio, neve, ventos…). O charme e o temor que as clássicas passam é algo que somente o ciclismo tem, ao passar por regiões belíssimas, mostrando um lado da Europa que poucos conhecem e, também, por exigir muito dos melhores atletas do mundo.

A fuga da vitória na Omloop Het Niewsblad 2016: GVA, Luke Rowe, Benoot e Sagan!

A abertura com a Omloop Het Niewsblad (em homenagem à um jornal da região) é duríssima, com 13 trechos de subidas em paralelepípedo e quase 200km. A previsão do tempo não indica chuva, o que deve privilegiar uma prova mais equilibrada, mas a quantidade de ataques e a sequência de subidas curtas e duras em paralelo na região, transformam a prova em um legítimo campo de batalha!

É interessante dizer, de um ponto de vista mais científico, que os atletas que vencem clássicas como a OHN, Paris-Roubaix ou Tour de Flanders, estão entre os caras com a maior potência (em watts) de todo o pelotão. São caras grandes, com força para atacar e nunca mais serem vistos, algo realmente descomunal. Possuem características totalmente distintas de ciclistas leves que correm Grand Tours (como o Tour ou o Giro) e precisam subir montanhas, aqui o negócio é outro, quem é muito leve não tem a menor condição de medir o passo com os gigantes de quase 2 metros de altura e coração de elefantes 🙂

Stijn Vandenbergh estará correndo pela equipe francesa Ag2r nesta temporada e promete brigar pela vitória (Bettini Photo).

A Omloop Het Niewsblad possui nível WorldTour e tem como favoritos o atual campeão da prova (e olímpico) Greg Van Avermaet, o campeão mundial Peter Sagan, o jovem e talentoso belga Tieesj Benoot (Lotto-Souldal), o campeão de 2014 e 2015 o britânico Ian Stannard (Sky), o campeão de 2012, Sep Vanmarck (Cannondale), além de muitos outros que vem para a prova para vencer, como Tom Boonen (uma das poucas clássicas de paralelo que ele nunca venceu), Arnaude Demare (FDJ), Jasper Stuiven (Trek), Łukasz Wiśniowski (Sky) e muitos outros.

Terceiro em 2016, Tiesj Benoot (Lotto-Soudal) é um dos favoritos para a vitória na Omloop Het Niewsblad!

No domingo acontece a Kuurne-Brussel-Kuurne, que é uma prova na região da capital belga, Bruxelas, e é voltada para os velocistas. Nela estarão presentes, em sua maioria, os atletas que competiram no sábado. A prova tem nível 1-HC, um degrau abaixo do nível WorldTour.

Veja os melhores momentos da Omloop Het Niewsblad 2016:

Veja os melhores momentos da Kuurne-Brussel-Kuurne 2016:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta