Tour de France: Froome garante título e Uran batalhou como um guerreiro

(TDWSport)
Saiba como!

O crono final deste Tour de France era uma caixinha de surpresas, com o favorito Chris Froome (Sky) mostrando mais uma vez por que é o melhor ciclista de Grand Tours de sua geração. A vitória da etapa ficou com o especialista na luta contra o cronômetro, Maciej Bodnar (Bora-Hansgrohe), que fez uma prova simplesmente fenomenal.

O segundo lugar ficou com o valente Michal Kwitkowski (Sky), que por apenas 1 segundo não venceu a etapa, Kwiato andou muito neste Tour, sendo considerado melhor gregário de toda a volta! A terceira posição ficou com Froome, que não venceu nenhuma etapa neste Tour, mas garantiu o título devido à sua regularidade.

Veja também: Tour de France: Matthews vence novamente e encosta na camisa verde

Confira: Kittel abandona o Tour de France 2017

A etapa teve largada no belíssimo estádio de Marselha, local que recebeu o jogo entre Brasil x Holanda na copa de 1998 (TDWSport).

Nosso sul-americano, Rigoberto Uran (Cannondale-Drapac) fez de tudo para encostar em Froome, Uran veio forte para a chegada e claramente dava sinais de que estava no seu limite, pois era a etapa de sua vida. Imagine-se no lugar de Uran, disputando um título inédito do Tour e indo de encontro com o tri-campeão da prova, Chris Froome, era evidente que Uran estava deixando tudo na estrada. A última curva da prova por pouco não derruba Uran, que usou os freios a disco de sua Cannondale e tirou o pé esquerdo do pedal, evitando o pior e perdendo alguns poucos segundos, mas segurando seu vice-campeonato na prova.

Veja também: Tour de France: Urán, mesmo com câmbio quebrado, vence

Maciej Bodnar (Bora-Hansgrohe) venceu a etapa de modo impressionante (TDWSPort).

A briga pelo pódio foi acirrada, Romain Bardet (Ag2r-LaMondiale) sofreu muito hoje e mostrava sinais de fadiga acumulada, o francês por pouco não escorregou para fora do pódio, ficando apenas 1 segundo à frente de Mikel Landa na classificação geral! Landa, todavia, foi gregário de Froome, mas mostrou neste Tour que pode ser muito mais do que isso. Uma das fraquezas de Mikel Landa sempre foi o seu contra-relógio, mas hoje ele terminou na 15a colocação, à frente de grandes espacialistas, como Vasil Kiryienka (Team Sky) e Taylor Phinney (Cannondale-Drapac), o que mostra a excelente fase que se encontra Landa, mesmo após ter feito um Giro d´Itália muito difícil em maio.

Veja também: Bardet e Ag2r prometem colocar mais pressão em Chris Froome

Confira: Tour de France: Mollema vence solo e Froome tem etapa difícil

Michal Kwitkowski (Sky) perdeu a etapa por apenas 1 segundo (TDWSPort).

Amanhã teremos a etapa final que será destinada aos velocistas em Paris, na classificação geral pouca coisa (ou nada) deve mudar. A meta dos ciclistas agora é terminar o Tour em segurança e atacar apenas no Champs Elisée. Obrigado a todos que nos acompanharam nestas 3 semanas de competição e muita informação! 😉

Acompanhe tudo o que acontece no TdF 2017 aqui.

Veja mais vídeos da etapa aqui:



Resultados