Vuelta a España: Marczynski vence e Van Garderen cai duas vezes

Saiba como!

A etapa de hoje na Vuelta a España foi uma daquelas que os ciclistas foram à caça. O percurso acidentado, com montanhas médias, era ideal para ataques e momentos de ação. A vitória ficou com o polonês Tomasz Marczynski (Lotto Soudal) que resistiu na fuga e bateu no sprint seus dois companheiros, Pawel Poljanski (Bora-Hansgrohe), aquele que ficou famoso devido às veias das pernas à mostra em foto no Tour de France 2017, e o espanhol Enric Mas (Quick-Step Floors), que ficaram em segundo e terceiro respectivamente.

A fuga do dia era enorme, com 27 ciclistas, dentre eles o líder de montanha, Davide Villela (Cannondale), o talentoso Bob Jungels (Quick-Step Floors), o italiano Damiano Caruso (BMC), o campeão dos EUA, Larry Warbasse (AquaBlue Sport), dentre outras feras.

No pelotão dos GCs, as “hostilidades” começaram na última montanha, quando Alberto Contador (Trek) mandou seus gregários esticarem o pelotão com um ritmo brutal. O serviço final ficou por conta do americano Peter Stetina (Trek) que acelerou forte a fim de que Contador pudesse atacar. O “Pistoleiro”, assim que percebeu que Stetina havia chegado ao seu limite, acelerou forte, mas levou com ele vários GCs, como Froome, Chaves, Betancur e Tejay Van Garderen. Embora a ação de Contador não tenha tido o efeito desejado, mostrou que o ciclista espanhol se encontra em boa forma e disposto a fazer o possível para andar bem e dar espetáculo nesta Vuelta, apesar do tempo perdido na terceira etapa.

Saiba o que está rolando na Vuelta a España: Tubarão vence após sequência de montanhas

A fuga do dia liderada pelo campeão dos EUA, Larry Warbasse (AquaBlue Sport).

O americano Tejay Van Garderen (BMC) teve um dia de azar na etapa de hoje, ele caiu duas vezes nos últimos 40km e, em um dos tombos, na última descida de serra da prova, ele simplesmente escorregou a mão do guidão e foi ao chão, levando com ele o colombiano Carlos Betancur (Movistar). Além dos tombos Tejay teve ainda um pneu furado, mas, no final da etapa, conseguiu perder somente 25 segundo para o líder geral Froome, chegando a 46 segundos do vencedor da etapa. Betancur, que vinha bem na disputa da geral, não teve a mesma sorte do americano, no tombo ele bateu forte com a cabeça no chão, quebrou o capacete e ainda foi obrigado a trocar de bicicleta. Ele foi um dos últimos a cruzar a meta e não se sabe se continuará na disputa.

Atualização: Após a etapa foi constatada fratura no tornozelo direito de Betancur, ele está fora da Vuelta.

Veja também: Nicolas Sessler assina seu primeiro contrato com uma equipe profissional

Pelotão passando por uma região de floresta que foi varrida pelo fogo nas últimas semanas (TDWSPort).

Chris Froome (Sky), com os resultados finais, segue líder da prova. Froome foi bastante ativo na parte final da etapa, seguiu Contador e ainda revezou com o Pistoleito enquanto o grupo de perseguidores não os alcançava. No final chegou no grupo, não perdendo tempo para seus principais adversários.

Acompanhe tudo o que acontece na Vuelta a Espanha 2017 aqui.

Vuelta a España: Lampaert vence após pelotão explodir com vento lateral

Bob Jungels tentou a sorte e saiu na fuga na etapa de hoje (TDWSPort).

Veja o final da prova aqui:

O tombo de Tejay Van Gardener e Carlos Betancur:

 

Resultados

Comentários