Vuelta a España: Froome sofre mas mantém a camisa em Los Machucos

Saiba como!

A etapa de hoje terminou com uma subida incrivelmente dura, a serra de Los Machucos tinha picos de 28%, algo inimaginável de se enfrentar com uma bicicleta, ainda mais após 2 semanas de competição, após uma dura etapa de contra-relógio que aconteceu ontem, o que fez com que muitos sofressem horrores para terminar a etapa.

A vitória ficou com o valente austríaco Stefan Denifl (Acqua Blue Sports), que mostrou a volta por cima que sua equipe conseguiu nesta Vuelta, após terem seu ônibus incendiado em um ato lamentável, mas a força e a garra de Denifl foram maiores do que tudo, e a Acqua Blue Sports entrou para o seleto grupo de equipes que venceu etapas em grandes voltas esse ano, ainda mais sendo uma equipe continental.

Acompanhe tudo o que acontece na Vuelta a Espanha 2017 aqui.

Vuelta a España: Trentin vence outra e Roche surpreende Froome na descida

Froome andou mais um dia a bordo do trem da Sky, mais tarde a coisa ficou feia para o lado do líder da Vuelta (TDWSport).

Poucos imaginavam que Chris Froome (Sky) teria um dia ruim nesta Vuelta, o queniano naturalizado britânico sofreu muito hoje, com a ajuda de seu fortíssimo gregário Mikel Nieve, ele terminou a etapa com cara de poucos amigos. Não é por menos, todo o esforço que Froome fez no crono ontem, para colocar tempo em seus rivais, foram revertidos na etapa de hoje! A subida final começou agressiva, com uma fuga de Chaves e Yates, que atacaram antes mesmo da Los Machucos começarem. Alberto Contador (Trek) foi o próximo a atacar e andou muito!

Veja também: Bernal vence Tour de L´Avenir e Sky confirma sua contratação

Vuelta a España: Alaphilippe mostra sua força na montanha

O controverso troféu da duríssima etapa de hoje :p (TDWSport).

Mais tarde um a um, os ciclistas mais fortes da geral atacavam e deixavam Froome para trás, que sofria muito para acompanhar seu gregário Nieve, as rampas da serra eram duras demais e parecia até mesmo que a camisa de líder iria cair de vez nos ombros do italiano Vincenzo Nibali (Bahrain-Merida), que trabalhava forte junto com Zakarin (Katusha) e Miguel Angel López (Astana), que também viram a boa oportunidade de colocar tempo em Froome e em Kelderman, os dois mais fortes na luta contra o relógio ontem e que foram os mais prejudicados ontem. Aqui valeu aquela velha máxima: um dia é da caça, outro do caçador!

Veja também: Vuelta a España: Froome destrói no crono e geral se modifica

Vuelta a España: Miguel “Superman” López, ataca novamente e leva mais uma

O espanhol Davide Villela (Cannondale) saiu em mais uma fuga para manter a liderança da camisa de montanha. Hoje ele teve a companhia de feras como Alaphilippe (QuickStep), Magnus Cort Nielsen (Orica), Dani Moreno (Movistar), do vencedor da etapa Stefan Denifl e Alessandro De Marchi (BMC) (TDWSPort).

Acompanhe tudo o que acontece na Vuelta a Espanha 2017 aqui.

Veja alguns vídeos da etapa:


Resultados

 

Comentários