Giro 2018: Landa agora diz que não havia programado!

Após mudar de equipe, saindo da Sky e indo para Movistar, muito se falou sobre o que Mikel Landa disputaria em 2018.

Depois de um ano desastroso do colombiano Nairo Quintana que sucumbiu diante do holandês Tom Dumoulin no Giro e depois andou muito mal no Tour, ficando apenas na 12º colocação geral, o esperado é que ele vá para o Tour, mas, dessa vez, com força máxima, deixando o Giro para o recém-contratado Mikel Landa.

Mas ontem, depois do anuncio do percurso do Giro d’Itália 2018 e do anuncio de que a Sky levaria Froome para disputa da prova italiana, jornais espanhóis divulgaram que Mikel Landa não havia planejado o Giro como prioridade. Seu plano de treinamento estaria direcionado para participação no Tour de France e na Vuelta a Espanha.

O gerente esportivo da equipe, Eusebio Unzué, sentará com o ciclista após as férias e eles decidirão o calendário 2018.

O embate Froome x Landa começou a criar forma esse ano, depois que, em certo momento do Tour de France, Landa acabou se aproximando da disputa da camisa amarela que era Chris Froome. Etapa pós etapa, Landa estava sempre muito bem e acabou se tornando o principal gregário de Chris Froome nas montanhas.

Landa e Froome durante o TdF 2017.

Mikel Landa terminou o Tour na quarta colocação a apenas 2’21” de seu líder de equipe, vencedor do Tour. E aí a dúvida bombou: Poderia Landa bater Froome?

Algum tempo depois veio a notícia de sua mudança de equipe e com isso as discussões sobre quais provas o espanhol faria em 2018 já que Nairo Quintana, depois de sua péssima temporada, deixava evidente que seu principal foco para 2018 seria o TdF. Então “sobraria” para Mikel Landa o Giro 2018.

Para todos isso era certo, o que não era “certo” era a participação de Chris Froome na prova.

A Grande Volta italiana foi onde Landa apareceu para o mundo mostrando toda sua capacidade quando ainda corria para a Astana, em 2015. Foi lá, também, que ele viveu seus piores momentos: em 2016, já pela Sky, sofreu com problemas gástricos tendo que abandonar e, esse ano (2017), sofreu uma queda que o obrigou a desistir da disputa da Geral.

Apesar dos problemas, o Giro d’Itália sempre foi palco de grandes resultados do espanhol, lá ele venceu várias etapas, além de ser terceiro na geral em 2015.

Depois da notícia que seu plano não era a disputa do Giro, a Movistar informou que o plano inicial era enviar Valverde para disputa da prova, levando Landa apenas em 2019.

Agora, depois da oficialização de Chris Froome no Giro, o que se espera é que Landa e Unzue, revejam essa opção de Tour e Vuelta e levem o espanhol para bater de frente com o Froome no Giro 2018.

É aguardar….

Comentários