Kwiato: não mudarei meu foco das clássicas, por enquanto!

Kwiato vencendo a Amstel Gold Race
Clique para contribuir!

Ele é um dos ciclistas mais completos do pelotão mundial, capaz de fazer excelentes contra-relógios, vencer clássicas planas e montanhosas, além de brigar pela geral em provas de uma semana. O polonês Michal Kwiatkowski (Sky) teria tudo para focar, pela primeira vez em sua carreira, em um Grand Tour em 2018, conforme a comissão técnica da Sky havia afirmado no começo do ano, quando disseram que o ciclista iria participar do Giro d´Itália para testar sua habilidades na briga pela geral de uma prova de 3 semanas, mas, pelo menos por enquanto, os planos mudaram.

“Eu ainda acredito que posso fazer muito no ciclismo, mas, no momento, eu quero vencer mais monumentos”, afirmou o atual campeão polonês de crono e que em 2017 teve a melhor temporada de sua carreira, vencendo a Strada Bianche, Milan-San Remo, Clássica de San Sebastian e o campeonato polonês de crono

Veja também:

Omloop Het Nieuwsblad 2018: A primeira Clássica do velho continente

5 alimentos ricos em gorduras que ajudam a saúde e o desempenho

Europeus chocados com o nível das provas na Colômbia

Dan Martin (2), Valverde (1) e Kwiato (3) no pódio da LBL 2017. Em 2018 Kwiato quer a vitória!

Kwiato, como é conhecido no pelotão, acabou de vencer as duas etapas de montanha e a geral da Volta ao Algarve em Portugal, mostrando que, a princípio, está mais forte do que em 2017. As duas vitórias vieram sobre um grupo seleto de ciclistas, vencendo no sprint a etapa no alto de Fovia e escapado a chegada ao alto no Malhão, pegando de surpresa até mesmo seu companheiro de equipe Geraint Thomas, que era até ali o líder da prova, mas que levou a derrota na esportiva, dizendo que o título ficou dentro da equipe e com seu amigo, então tá tudo bem! 🙂

O fato é que dentro da Sky os ciclistas chegaram num ponto em que são tantas estrelas que umas acabam ofuscando as outras, requerendo ainda mais trabalho da comissão técnica encarregada de gerenciar os conflitos e que buscam vencer as provas certas na temporada. “Com estou andando bem agora, irei focar na Strada Bianche e Milan-San Remo, em que pretendo defender os títulos, mas em abril quero muito vencer a Liege-Bastogne-Liege”, afirmou Kwiato, mostrando seu apetite por vencer algumas das provas mais difíceis da temporada e em cada uma delas enfrentará um pelotão diferente, nas duas primeiras estão ciclistas com passo forte e bom sprint, como Sagan e GVA e na LBL ele terá escaladores como Poels, Valverde, Rui Costa e Nibali, o que transforma sua tarefa ainda mais complicada.

A vitória na MSR em 2017 foi apertada! Kwiato bateu Sagan e Alaphilippe numa das fugas mais tensas da temporada.

Por enquanto vamos esperar as belas clássicas italianas Strada Bianche e Milan-San Remo, que acontecem, respectivamente nos dias 3/3 e 17/3, e ver se Kwiato será capaz de bater mais uma vez Sagan e cia. A briga vai ser boa! No segundo semestre, ele afirmou que fará Tour-Vuelta como preparação para o duro mundial de ciclismo que será nas montanhas da Áustria, se depender da vontade de Kwiato, ele já estará no pódio!

Veja algumas das vitórias dele em 2017:

Strada Bianche


Milan-San Remo

Clássica de San Sebastian

Comentários