Alejandro Valverde vence o sprint na Vuelta a Catalunha e é o novo líder

Saiba como!

Não há limite para Alejandro Valverde, hoje, na segunda etapa da Volta a Catalunha ele apareceu do nada, como os melhores velocistas da atualidade e venceu o sprint que decidiu a prova.

Bala, como é mais conhecido, está com 37 anos, mas em uma forma invejável, ele aproveitou o belo trabalho feito pela Movistar durante toda etapa, principalmente na parte final da prova onde ventava muito e conquistou sua sexta vitória na temporada. Ele bateu no sprint o sul-africano Daryl Impey (Mitchelton-Scott) e o australiano Jay McCarthy (Bora-Hansgrohe).

Foram 175,6 quilômetros de prova com uma subida categoria 3 que terminava a 10 quilômetros do final. O jovem sprinter colombiano Álvaro Hodeg, que vestia a camisa do líder, perdeu contato com o grupo principal a dois quilômetros do topo da montanha final, a cerca de 12 quilômetros da chegada e deus adeus a liderança da prova.

Leia mais:
Colombiano de 21 anos vence no sprint a primeira etapa da Vuelta a Catalunha

Altimetria da etapa de hoje.

Sem a presença de Hodeg na chegada, outra jóia colombiana chamou atenção, Egan Bernal, campeão do Tour de L’Avenir 2017 e ciclista da Sky, grudou em Valverde e veio para o sprint, conquistando a quarta posição. O colombiano fez, durante 30 segundos de sprint, média de 740 watts com máximo de 963 watts, nada mal! Veja os dados da prova de Bernal em sua conta do Strava.

O colombiano Egan Bernal deve ser um dos principais concorrentes de Valverde para a vitória geral da Volta. O colombiano está em plena forma no alto de seus 21 anos recém completados.

Devido aos bônus pela vitória, Valverde é o novo líder Volta, com quatro segundos à frente de McCarthy e seis segundos sobre Impey.

O colombiano Nairo Quintana, está em quarto, a 11 segundos de Valverde e Bernal na décima colocação geral a 12 segundos.

Veja os quilômetros finais:


Amanhã, quarta-feita, acontece a terceira etapa que foi diminuída devido às más condições climáticas da região. A etapa terminará em Camprodón e os ciclistas terão que escalar uma montanha de categoria 2 cujo o ponto mais alto fica a cerca de 13 quilômetros da chegada.

Altimetria da terceira etapa.

Resultados

Comentários