Bala vence etapa épica na Vuelta a Catalunha

Saiba como!

No primeiro confronto entre a revelação da temporada e um dos ciclistas mais velhos em atividade no pelotão, deu a experiencia. Alejandro Valverde bateu Egan Bernal, depois de um trabalho irretocável de Quintana e Marc Soler. Foi uma batalha épica que aconteceu nos últimos 10 quilômetros da etapa, daquelas que vale a pena rever várias vezes.

Como não poderia deixar de ser, mais uma vez, Bala não deu chances para seu adversário no final da etapa, faltando poucos metros para cruzar a linha ele colocou do lado do jovem colombiano Bernal, olhou, como quem diz “vamos” e forçou o ritmo deixando evidente que nesse tipo de prova e situação é muito difícil batê-lo.

Valverde e Bernal, duelo de gerações.

Valverde venceu a quarta etapa da Vuelta a Catalunha depois de uma verdadeira guerra entre Sky e Movistar. E tudo aconteceu na última escalada que terminava em La Molina, uma estação de esqui localizada nos Pireneus Catalães. E foi um desempenho impecável da Movistar. Assim que entraram na montanha que decidiria a etapa, Marc Soler atacou colocando sob pressão todos aqueles que brigavam pela geral, principalmente Egan Bernal.

Depois de constantes ataques e contra ataques, estavam juntos Bernal, Soler, Quintana, Bala e o intruso na “discussão”, Pierre Latour que sobreviveu, sobrando durante os ataques que aconteceram, mas mantendo a cabeça no lugar e mantendo a pressão nos pedais para não ser alcançando pelo grupo perseguidor.

Soler foi, como no ano passado, um gregário imprescindível para vitória de Valverde. O vencedor da Paris-Nice trabalhou muito durante boa parte da montanha, até que houve o primeiro ataque de Bernal a cerca de 7 quilômetros para o final da etapa. O jovem colombiano, de apenas 21 anos, andou muito, mas sem companheiros para ajuda-lo a situação era complicada, principalmente quando ficaram ele, Quintana e Valverde na ponta da prova. Em desvantagem, Bernal foi inteligente, botou um ritmo forte e revezando com Quintana foram escalando a montanha e assim evitando ataques e contra ataques.

Bernal, Quintana, Bala e o sobrevivente Latour.

Deu certo durante um bom tempo, mas com 2 contra 1, a Movistar não poderia deixar de usar a maioridade numérica, principalmente porque, apesar de muito jovem, Bernal já mostrou que é um dos grandes escaladores da atual geração e, caso chegasse com boas pernas no final da etapa, poderia causar problemas.

Sabendo disso, Quintana fez um ataque, Bala ficou com Bernal que teve que se mexer para neutralizar o ataque. No final da montanha Quintana colocou um ritmo fortíssimo e quando abriu passagem, faltando cerca de 500 metros, Bernal atacou, mas Valverde o acompanhou e, com a experiência que lhe é peculiar, se manteve atrás, até os metros finais quando atacou e cruzou a frente de Bernal que deixou evidente que não havia o que fazer.

Veja no vídeo os últimos quilômetros da etapa:

Quintana terminou em terceiro e o guerreiro Pierre Latour (AG2R-La Mondiale) em quarto. Logo depois o primeiro grupo chegou com Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) à frente, fechando em quinto.

Com o resultado Alejandro Valverde, soma sua sétima vitória na temporada e a segunda nessa edição da Vuelta a Catalunha. Ele também retorna a liderança geral que havia sido perdida para De Gendt na etapa anterior.

Leia mais:
Thomas De Gent busca a liderança na Catalunha com a passada belga, e consegue!

Veja a entrevista de Valverde, após a etapa:

Na quinta etapa mais montanha, mas não será fácil tirar a vitória do espanhol de 37 anos que voltou ainda mais forte depois de seu acidente no Tour de France.

Não é desse planeta!

Resultados

Comentários