Valverde, Froome, Egan Bernal, veja aqui quanto os prós treinam por semana

Saiba como!

Em 2010, a marca de roupas e acessórios Rapha. lançou o desafio Festive 500 em parceria com o aplicativo Strava. O desafio que vem acontecendo anualmente e é mais conhecido como Rapha 500, consiste em pedalar 500 km em oito dias, entre a véspera de Natal e de Ano Novo. Em 2017, somente no Brasil, 6.210 pessoas se inscreveram, mas desses somente 1.730 concluíram o desafio e pedalaram os 500 quilômetros nos 8 dias.

O Rapha 500 acontece todos os anos e todos os ciclistas que completam o desafio recebem um emblema em tecido da Rapha que é enviado pelo correio diretamente para o seu endereço, bastando, após conclusão, visitar o site da Rapha e fazer o cadastro.

Se no Brasil foram pouco mais de 6 mil inscritos, mundialmente o Strava teve 83.206 ciclistas cadastrados no Rapha 500, porém apenas pouco mais de 19 mil pessoas conseguiram concluí-lo.

Se você conseguiu então você faz parte dos quase 23% dos ciclistas cadastrados que concluiu e pra uma grande parte desses 23% foi uma guerra.

E pedalar 1000 quilômetro em sete dias, você conseguiria?

Esse é o número alcançado por alguns dos melhores ciclistas do mundo. Alguns amadores se encaixam na lista, mas para fazer 1000 em uma semana o ciclista precisa estar muito bem preparado.

Como incentivar as crianças a praticar o ciclismo?

Sagan leva a Gent- Wevelgen e junta-se a um seleto grupo de vencedores da clássica belga.

Tour de Flanders: a grande batalha é neste domingo!

A Digital Cycling foi atrás e separou alguns ciclistas que correm por equipes World Tour e que fizeram, pelo menos uma vez esse ano, uma semana de mais de 1000 quilômetros em treinos.

A lista é apenas uma pequena amostra. Muitos dos atletas que correm por equipes World Tour e Pró Continental fazem semanas com mais de 1000 quilômetros, mas a maioria deles não disponibiliza seus treinos no Strava. Também não daria pra colocar todos eles aqui, portanto segue nossa pequena amostra com alguns grandes ciclistas que andam fazendo 2 Rapha 500 em 7 dias.

Marcus Burghardt.

Marcus Burghardt (34 anos) pedalou entre os dias 5 e 11 de março, 1.016 quilômetros, ele é o atual campeão alemão de estrada. Burghardt se transferiu para Bora em 2017, depois de sete temporadas correndo pela BMC. É um dos homens fortes do esquadrão de Peter Sagan para as clássicas.

Acesse o conta do Marcus Burghardt, clicando aqui.

Egan Bernal.

Egan Bernal (21 anos) pedalou entre os dias 19 e 25 de março, 1.122 quilômetros, ele é a mais nova estrela do pelotão profissional. Vencedor do tour de l’Avenir de 2017, o colombiano foi contratado pelo Team Sky para temporada 2017 e já mostrou todo seu potencial vencendo a primeira edição da dificílima prova de 6 etapas na Colombia, a Colombia Oro y Paz, além de brigar contra Quintana e Valverde pela conquista da Volta Ciclista a Catalunya a qual abandonou na última etapa devido a um acidente.

Acesse o conta de Egan Bernal, clicando aqui.

Alejandro Valverde.

Alejandro Valverde (37 anos) pedalou entre os dias 19 e 25 de março, 1.126 quilômetros. Valverde dispensa maiores apresentações, o cara é um fenômeno. A cada ano que passa está melhor. Ano passado sofreu um acidente terrível na primeira etapa do Tour de France, operou o joelho e, assim como em outras ocasiões, teve uma recuperação praticamente inacreditável. Segundo o próprio, sua forma é melhor hoje do que antes de seu acidente. Bala venceu as 3 Voltas por etapas as quais participou esse ano: Volta a Comunidade Valenciana, Abu Dahbi Tour e Volta a Catalunya. O homem está uma máquina.

Acesse o conta de Alejandro Valverde, clicando aqui.

Chris Froome (32 anos) pedalou entre os dias 22 e 28 de janeiro, 1.130 quilômetros. Froome é o ciclista em atividade que mais vezes venceu o Tour de France, são 4 conquistas. O ciclista nascido no Quenia e naturalizado Inglês, tem sofrido nos tribunais do esporte por conta do uso de substância proibida. O processo se alonga desde o começo do ano e, apesar da pressão dos organizadores de provas como Giro d’Itália e Tour de France para que a solução seja resolvida antes dos eventos, tudo indica que irá demorar algum tempo para que haja o veredicto final da questão. Segundo os principais jornais europeus são advogados muito experientes de ambos os lados o que torna tudo muito complicado. Apesar disso, Froome segue sua preparação para seu primeiro grande objetivo do ano, o Giro d’Itália.

Acesse o conta de Chris Froome, clicando aqui.

Niki Terpstra.

Niki Terpstra (33 anos) pedalou entre os dias 12 e 18 de fevereiro, 1.113 quilômetros. Terpstra venceu a poucos dias a clássica E3 Harelbeke. O holandês teve um 2017 apagado e iniciou 2018 com tudo. Além de vencer a E3 Harelbeke venceu também a Le Samyn, outra clássica Belga em que a Quick-Step, sua equipe a 8 temporadas, dominou completamente fazendo dobradinha com Phillipe Gilbert.

Acesse o conta de Niki Terpstra, clicando aqui.

Mike Woods.

Mike Woods (31 anos) pedalou entre os dias 19 e 25 de março, 1.163 quilômetros. Woods é nascido no Canadá e tem uma das mais incríveis biografias de um ciclista profissional. Resumidamente, Michael Woods entrou para o ciclismo profissional em 2013, pela extinta Team Garneau – Quebecor. Até 2016 competiu em pequenas equipes americanas participando apenas de provas no Canadá, nos EUA e na Ásia. Foi somente em 2016 que ele conseguiu sua vaga na então Cannondale-Drapac Pro Cycling Team, atual Team EF Education First-Drapac p/b Cannondale, e foi a partir daí que ele realmente deu início a sua carreira internacional. Em 2013, Woods tinha 26 anos e, apesar da idade super avançada, se tornou ciclista de uma das maiores equipes do mundo. Woods é formado pela Universidade de Michigan.

Acesse o conta de Mike Woods, clicando aqui.

Comentários