Andrea Marcellini a voz que narra as provas da Copa do Mundo de XCO

Saiba como!

Durante a semana que antecedia a segunda etapa da Copa do Mundo de MTB XCO os amantes do esporte foram surpreendidos com a notícia de que aquela etapa teria, pela primeira vez na história, narração da prova em português.

A prova veio e foi muito bem comandada pela mineira Andrea Marcellini que, além de muita história no mundo das bikes, foi uma das organizadoras das provas de ciclismo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016.

Acredito que a comunidade do mountain bike nacional merece isso. A qualidade de transmissão da Red Bull TV é simplesmente espetacular. Fico feliz que meus resultados nas Copas do Mundo, de alguma maneira, têm ajudado a aumentar o interesse e que agora a gente possa ter mais pessoas acompanhando o esporte”
Henrique Avancini

Depois de Albstadt, veio a terceira etapa em Nove Maesto, Suíça, e lá estava Andrea novamente com muitos dados sobre os percursos, as bicicletas e principalmente repassando informações conseguidas pessoalmente por ela em bate-papos informais com os atletas.

As informações eram tantas que a Digital Cycling foi atrás de saber de quem se tratava, precisava ser alguém com grande envolvimento com o meio. E é!

De cara, nos deparamos com uma boa entrevista com ela que acaba de ser publicada. A entrevista foi feita por Andre T. Piva para o site da Red Bull TV e, entre outras respostas, separamos as duas abaixo que responderam muitas das nossas dúvidas:

Descreva a sua experiência profissional desde a hora do blush em Belo Horizonte, passagem pela UCI e jogos Olímpicos Rio 2016?
Minha história com a bike tem raizes no início da década de 90, quando comecei a pedalar e logo a competir como amadora em provas de mountain bike e triatlo. Eu era uma pirralha achando que era gente, a verdade é essa! Nunca me vi como alguém que levaria o esporte além da diversão. Até porque, meu entendimento de carreira no esporte se limitava a atleta ou profissional de educação física. Eu tinha uma vontade de ver mais mulheres praticando o esporte, surgindo a Hora do Blush. Ela começou como uma coluna na Revista Bike Action e se expandiu para eventos (competições e passeios) com foco nas mulheres e ciclistas iniciantes. Durante 12 anos organizei através da Hora do Blush um pedal noturno semanal em Belo Horizonte que foi responsável por iniciar muita gente no esporte.

Leia o conteúdo completo da entrevista no próprio site da Red Bull.

Por fim, você é casada com um dos grandes nomes do mountain bike internacional, como isso influencia sua rotina diária?
Sou casada com o Christoph Sauser e poderia dizer que sou casada com o mtb também. 😁 Tudo em nossa vida gira em torno do esporte, o que até hoje só me deu alegrias. Mas preciso também do meu tempo longe da bike: estou adorando ser mãe e continuo adorando música, arte e livros que não têm nada a ver com esporte! Nossa garagem tem, no momento, 9 bicicletas. Fora os esquis. Meus planos diários normalmente incluem pelo menos 1h na bike. Nossa relação com o esporte é muito equilibrada, pois o Christoph é um cara que também tem outros interesses fora o esporte, como política, viagem, esqui, tecnologia e café!

Christoph Sauser. Foto: Ewald Sadie

Veja também:
Copa do Mundo de MTB: Nino venceu depois de Van der Poel e Gaze sofrerem quedas!

Comentários