Tour da Suíça: Richie Porte da demonstração de força e Soren Kragh Andersen vence a 6ª etapa

Saiba como!

Depois de participar da fuga do dia, Soren Kragh Andersen (Sunweb) venceu a 6ª etapa do Tour de Suíça. A vitória, que acabou ofuscada pelo incrível ataque de Richie Porte a 1,5 Km do final da etapa, veio depois de uma grande batalha contra os remanescentes da fuga na última e decisiva subida que terminava a menos de 1 quilômetro do final da etapa. 

Apesar da vitória do jovem dinamarquês de 23 anos foi Richie Porte (BMC) quem chamou todas as atenções no final da etapa. O australiano mostrou que está muito bem lembrando sua última grande exibição na etapa rainha do Santos Tour Down Under, em janeiro, quando implodiu o pelotão na duríssima subida de Willunga Hill.

Porte, em janeiro, durante sua vitória no Santos Tour Down Under.

A BMC controlou toda a prova, mantendo a fuga sempre com pouco menos de 3 minutos de vantagem nos últimos 30 quilômetros. O percurso difícil com 2 subidas fora de categoria judiou dos velocistas que sonhavam em conseguir passar pela última e decisiva subida de categoria 3 a pouco menos de 3 quilômetros da chegada.

Michael Gogl (Trek-Sagafredo) atacou a fuga a 2 km da meta, mas não conseguiu manter o ritmo, sendo ultrapassado no final da subida pelo vencedor da etapa.

A subida de pouco mais de 2 quilômetros tinha pouco mais de 6% de média, Sagan passaria fácil, mas, após um trabalho impecável da BMC para controlar o pelotão, Porte se viu em dívida e resolveu agradecer a equipe com uma bela exibição de força tirando qualquer chances dos homens mais pesados.

Não perca nada do Tour da Suíça, todos os dias às 11h: Tour da Suíça: Ao Vivo

Porte assumiu a ponta do seleto grupo de escaladores com cerca de 1,7 km do final da etapa e, com pouco mais de 500 metros de subida, ele ficou em pé imprimendo um ritmo fortíssimo. Aos poucos, um por um, os adversários foram desistindo e sobrando do australiano. O primeiro deles foi o colombiano Nairo Quintana que deu seta depois de 250 metros, logo depois foi o atual campeão da prova Spilak, depois Fulgsang e, por fim, o jovem Mas da Quick-Step Floors desistiu. Era incrível como subia Richie Porte. Logo depois, olhando rapidamente para trás e verificando o estrago feito, Porte manteve o ritmo e começou a alcançar os ciclistas da fuga.

Mas com pouca distância não houve tempo para que ele disputasse a ponta. Soren Kragh Andersen (Sunweb) acabou vencendo e Porte cruzou a linha em sexto lugar, a 27 segundos do vencedor e 12 segundos antes de seus principais adversários que, já no plano, conseguiram diminuir um pouco o estrago causado na curta subida.

Porte e Gogl nos últimos metros da etapa.

Porte agora tem 32 segundos para Wilco Kelderman e Sam Oomen (ambos da Team Sunweb) com três etapas restantes, sendo que amanhã teremos a etapa rainha com chegada ao alto.

Veja o perfil da etapa dessa sexta:

No final da etapa Richie Porte falou com a imprensa local: “Acho que depois de todo trabalho feito pela equipe pra mim eu precisava fazer algo. Mas não esperava isso. Ontem eu não estava muito bem, mas hoje tive um dia bom. A equipe foi fantástica, principalmente Michi Schär que fez um excelente trabalho durante a etapa. Espero que ele esteja no Tour.”

“Os caras me colocaram em uma ótima posição, estive sempre muito bem protegido, então estou feliz com esse dia. Amanhã, no papel, é melhor para mim, estou super motivado. É o ensaio geral para o Tour de France e acho que estarei bem lá”.

Richie Porte e Greg Van Avermaet.

“Allan Peiper disse no rádio “Richie, se você está bem você precisa ir”, e eu fui, mas achava que tinha sido um pouco cedo demais. Depois eu comecei a perceber que eles estavam quebrando, aí foi só apertar ainda mais. Foi realmente doloroso, mas é bom conseguir um pouco mais de vantagem.”, finalizou Porte.

Vídeos


Resultados completos

Comentários