Sagan, Kwiatkowski, Mohoric, Lampaert: Os novos Campeões Nacionais

Saiba como!

No fim de semana aconteceram as primeiras disputas de campeonatos nacionais pelo mundo. Os vencedores das provas de contra-relógio e estrada terão a honra de vestir a camisa nacional pelos próximos 12 meses, um dos prêmios mais cobiçados do ciclismo.

Muitas nações realizaram seus campeonatos neste fim de semana, mas com o Tour de France, esse ano, devido a disputa da Copa do Mundo de Futebol, iniciando uma semana depois do habitual, alguns campeonatos nacionais decidiram fazer seus campeonatos uma semana depois também. O nacional Brasileiro foi um deles, ele será disputado a partir de quinta-feira em Maringá/PR, assim como na Holanda, na Alemanha e na Inglaterra.

Os principais campeões do final de semana foram Sagan, Kwiatkowski, Mohorice e Lampaert.

Na Eslováquia, o mesmo sobrenome carrega a camisa nacional dede 2011, mas em 2016 e 2017 o título foi de Juraj e esse ano foi Peter Sagan quem venceu.

O campeão do mundo voltou a vencer em seu país depois de ter conquistado o título entre 2011 e 2015. A vitória veio depois de um ataque com 90 km para o final da prova.

Veja o resumo da prova:

Na mesma prova em que Sagan sagrou-se campeão Eslovaco, foi disputado, também, o título da República Checa. Os dois países fazem uma prova única e o vencedor Checo foi Josef Cerny. Cerny desbancou o ex-campeão Zdenek Stybar que ficou apenas com a quinta posição, além disso Cerny venceu também a disputa de contra-relógio de seu país. Na Eslováquia o campeão do contra-relógio foi Marek Čanecký.

Josef Cerny de 25 anos venceu na Repúblia Checa.

Na Polônia os dois atletas da Sky, Michal Golas e Michal Kwiatkowski, trabalharam muito bem no final da prova e a vitória ficou com Michal Kwiatkowski. Ele bateu Maciej Bodnar (Bora-Hansgrohe) que foi o vencedor do contra-relógio e por muito pouco não conseguiu vencer as duas provas. É o segundo título de Kwiato em seu país.

Kwiato venceu pela segunda vez na carreira o nacional de seu país e ostentará a camisa de campeão durante o Tour de France.

Na prova polonesa feminina, a ciclista da Movistar, Malgorzata Jasinska, venceu as duas. A Movistar, no feminino, foi muito bem também na Espanha, com Eider Merino conquistando o título. A Movistar também ficou com o segundo, terceiro, quinto e sexto lugares.

Já no masculino a Movistar não teve a mesma sorte. Alejandro Valverde que era o grande favorito na Espanha ficou com a segunda colocação na prova de estrada que foi vencida por Gorka Izagirre (Bahrain Merida). Gorka terminou em segundo no contra-relógio que teve como campeão o ciclista da Sky, Jonathan Castroviejo. Valverde foi o quarto no crono.

Gorka, Valverde e Fraile formaram o pódio do disputadíssimo campeonato nacional espanhol.

A Bahrain-Merida também fez bonito na Eslovenia onde conquistou o primeiro, segundo e terceiros lugares com o título ficando com o agressivo e mestre em descidas Matej Mohoric.

Mohoric venceu na Eslovenia.

Na Lituânia, a Bahrain ficou com a segunda colocação da prova de estrada com Ramunas Navarduaskas, o vencedor foi Gediminas Bagdonas (AG2R La Mondiale).

Pódio da Lituânia.

Ainda na Europa, na Bélgica, a Quick-Step Floors reconquistou o título belga com Yves Lampaert. Após uma disputada prova ele conseguiu se isolar a frente do grupo perseguidor com seu companheiro de equipe  Philippe Gilbert e Jasper Stuyven (Trek-Segafredo) que fizeram segundo e terceiro consecutivamente.

Lampaert com Gilbert nos metros finais da prova belga.

Veja como foi:

No contra-relógio a vitória foi de Victor Campenaerts (Lotto Soudal). A Lotto Soudal também venceu a prova belga feminina de estrada com Annelies Dom, já no contra-relógio feminino a vitória foi de Ann-sophie Duyck (Cervélo-Bigla Pro Cycling).

Ontem terminou também as provas nos Estados Unidos. Na disputa feminina de estrada enfim a vitória foi de Coryn Rivera (Team Sunweb). Ela vinha de três anos em segundo lugar. Já no masculino o jovem Jonathan Brown, de 21 anos, conquistou seu primeiro título nacional após atacar, a quase 10 quilômetros para o final, a fuga da qual fazia parte.

Rivera venceu nos Estados Unidos depois de terminar em segundos nos últimos 3 anos.

Mais campeões nacionais:

Portugal: Domingos Gonçalves
Ruanda: Joseph Areruya
Eritreia: Merhawi Kudus

Comentários