Tudo o que você precisa saber sobre a 17ª etapa do Tour de France 2018

Saiba como!

São muitas as dúvidas sobre como será o desenvolvimento da 17ª etapa do Tour de France. Serão 65 quilômetros com 3 montanhas, mais de 3 mil metros de elevação em pouco mais de 60! Surreal!

A etapa será diferente de tudo o que vimos até aqui. Primeiro que é uma das menores etapas já vistas na história, depois pelo método que será utilizado para a largada e terceiro pela utilização da última e mais difícil subida do dia que foi pavimentada a pouco tempo e por isso será pela primeira vez escalada pelo pelotão do Tour de France.

A largada

Diferentemente do que sempre acontece, quando há alguns quilômetros percorridos atrás do carro da organização e que possibilitam as equipes se organizarem para iniciarem a etapa, na etapa 17, a largada oficial será dada assim que for dada o início da prova, sem 1 metro de etapa neutralizada.

Além disso a largada será de acordo com a posição da classificação geral de cada ciclista, estilo moto GP ou F-1.

Em primeiro largará Geraint Thomas da Sky. Depois Froome e Dumoulin e, na sequencia, todos os ciclistas do top 20.

Depois dos 20 primeiros os ciclistas serão separados em bolsões de 20 em 20, de acordo com a classificação.

No caso, teremos amanhã de 1 a 20, 2 atletas da Sky (Thomas e Froome), 1 da Sunweb (Dumoulin), 3 da Movistar (Valverde, Quintana e Landa) e dois da Lotto (Roglic e Kruijswijk).

Veja, na tabela abaixo, onde estarão posicionados os gregários das equipes que possuem capitães na briga da classificação geral:

As montanhas

A largada será dada a pouco mais de 100 metros da primeira escalada do dia o Montée de Peyragudes e, devido ao formato de largada, as equipes poderão definir se seus capitães vão esperar  ou não seus gregários que estarão vindo das partes de trás do grid.

O Montée de Peyragudes é composto por duas subidas, o Col de Peyresourde e o Montée de Peyragudes. No total as duas subidas somam 14,9 quilômetros com 6,7% de média.

A segunda subida é o Col de Val Louron-Azet, com 7,4 km e 8,3% de inclinação média.

Após a descida os ciclistas partem para o último e decisivo desafio, a escalada do extremamente exigente até o cume do Col du Portet. A subida recentemente asfaltada possui 16 quilômetros de extensão e uma altimetria média de 8,7%. O segundo, terceiro e último quilômetro são os setores mais íngremes, acima de 10%, mas a subida é sempre bem difícil tendo apenas um pequeno trecho de 400 metros, com “apenas” 5% no quilômetro 7.

Horário e aonde acompanhar

Você pode acompanhar a etapa a partir das 9h15 dessa quarta-feira pelo Tiz, acesse aqui.

Ou através da ESPN que deve iniciar às 10h.

Comentários