Copa do Mundo de XCO: Avancini e Raiza começam o ano como TOP 10 e fazem história

Raíza Goulão e Henrique Avancini. Foto: Fabio Piva.
Saiba como!

A temporada 2018 da Copa do Mundo de XCO está prestes a começar. No sábado, 10 de Março, a adrenalina sobe e depois de alguns meses de espera será dada mais uma vez a largada da primeira das sete etapas do ano.

A primeira etapa será na nova pista de Stellenbosch, Africa do Sul. A última vez que tivemos uma etapa no continente africano foi há 4 anos, em 2014, em Pietermaritzburg.

O vencedor da Copa do Mundo 2017, Nino Schurter, será o número 1 depois de uma temporada onde ele venceu todas as etapas, algo nunca realizado no Mundial de XCO.

No feminino quem larga com o número 1 é a Ukraniana Yana Belomoina (UKR), ela venceu três etapas em 2017.

Nino Schurter e Yana Belomoina os campeões da Copa do Mundo 2017. Foto: Bartek Wolinski.

O circuito tem 4,4 km com 180 metros de desvio altimétrico por volta, com duas longas subidas.

Mapa da pista em Stellenbosch.

Em 2017 Nino Schurter esteve imbatível e a esperança é que esse ano apareçam adversários que possam dificultar sua vida. O primeiro nome que é lembrando pensando nesses possíveis adversários é o do holandês Mathieu Van der Poel que, inclusive, está em Stellenbosch há vários dias. Van der Poel estará com o número 47 e, após ser derrotado na final do Mundial de Cyclocross depois de uma temporada praticamente irretocável na modalidade para Wout van Aert, ele vem com tudo esse ano no MTB XCO. As esperanças são que ele consiga repetir a batalha épica contra Nino na primeira etapa da Copa do Mundo 2017.

Van der Poel, ao contrário de Aert que está apostando suas fichas no ciclismo de estrada, pretende competir as Olimpíadas de 2020 no MTB e, talvez, depois disso, procurar o seu lugar no ciclismo de estrada. Com dois anos pela frente, tudo pode acontecer e para um fenômeno como ele seguir no Cyclocross, no MTB ou na Estrada é uma questão de escolha.

Mathieu van der Poel em ação no MTB. Foto: Lynn Sigel

Brasil muito bem representado

A Copa do Mundo de XCO 2018 abre a contagem de pontos para o ranking olímpico para Tóquio 2020 e o Brasil, pela primeira vez na história, iniciará sua participação com dois atletas entre os TOP 10 do mundo. Henrique Avancini é o oitavo e Raiza Goulão aparece na décima posição na última atualização do ranking.

10 primeiros Elite Masculino
1 SCHURTER Nino SUI 1986 SCOTT-SRAM MTB RACING
2 MAROTTE Maxime FRA 1986 – CANNONDALE FACTORY RACING XC
3 SARROU Jordan ENTRE 1992 – KMC-EKOI-SRSUNTOUR
4 TEMPIER Stephane FRA 1986 – BIANCHI COUNTERVAIL
5 COOPER Anton NZL 1994 – TREK FACTORY RACING XC
6 KULHAVY Jaroslav CZE 1985 – RACING ESPECIALIZADO
7 FUMIC Manuel GER 1982 – CANNONDALE FACTORY RACING XC
8 AVANCINI Henrique BRA 1989 – CANNONDALE FACTORY RACING XC
9 VOGEL Florian SUI 1982 – FOCUS XC TEAM
10 VALERO SERRANO David ESP 1988 – MMR FACTORY RACING TEAM

10 primeiras do Elite feminina
1 BELOMOINA Yana UKR 1992 – CST SANDD AMERICAN EAGLE MTB RACING TEAM
2 NEFF Jolanda SUI 1993 – KROSS RACING TEAM
3 INDERGAND Linda SUI 1993 – FOCUS XC TEAM
4 WLOSZCZOWSKA Maja POL 1983 – KROSS RACING TEAM
5 LAST Annie GBR 1990 – KMC-EKOI-SRSUNTOUR
6 DAHLE FLESJAA Gunn-Rita NOR 1973 – EQUIPE MERIDA GUNN-RITA
7 SPITZ Sabine GER 1971 – WIAWIS BIKES PRO TEAM
8 LANGVAD Annika DEN 1984 – RACING ESPECIALIZADO
9 FREI Sina SUI 1997 – GHOST FACTORY RACING
10 GOULAO HENRIQUE Raiza BRA 1991 – PRIMAFLOR MONDRAKER ROTOR

Programação e transmissão

  • Sábado, 10 de março – 7:00 da manhã – Elite Feminina
  • Sábado, 10 de março – 9:30 da manhã – Elite Masculino

Transmissão AO VIVO da Red Bull TV

Comentários