Tour de France: Matthews bate Sagan e Froome mantém liderança

Saiba como!

Michael Matthews conseguiu a tão sonhada vitória neste Tour, o atleta australiano conseguiu se recuperar da queda na primeira etapa, e venceu a fuga com vários ciclistas de nível mundial, como Peter Sagan e Edvald Boasson Hagen, que completaram o pódio.

Fuga no Tour é assim, várias estrelas no ataque, tentando a sorte e indo com todas as forças para a vitória. Hoje foi dia de ver ciclistas como Vincenzo Nibali (Astana), Mikel Landa (Sky), Greg Van Avermaet (BMC) e Rui Costa (Lampre) tentando vencer a etapa, poucas provas conseguem uma seleção tão forte como essa, simplesmente para vencer uma etapa, assim é o Tour.

Matthews conseguiu se aproveitar da superioridade numérica da Orica-BikeExchange na fuga, que continha Daryl Impey e Luke Durbridge, e que foram cruciais para a vitória. Durbiridge é um grande passista e colocou um ritmo forte nos quilômetros finais, neutralizando ataques, Impey, por sua vez, embalou Matthews que partiu forte e conseguiu bater o favorito Sagan, que agora tem mais um pódio no Tour para sua coleção. Resumindo: trabalho de equipe é tudo.

sptdw2070_670
Luke Durbridge trabalhando forte para vitória de Matthews (Tim De Waele).

Como a etapa se desenvolveu

Etapa após o dia de descanso é uma caixinha de surpresas, muitos atletas são pegos de surpresa com a sensação das pernas não estarem respondendo. Por esta razão a organização do Tour fez a gentileza de colocar uma montanha de 24km e 1200m de desnível bem na largada,  o que fez com que as equipes começassem a trabalhar cedo, colocando seus atletas para aquecer no rolo, já temendo o pior: uma grande seleção no começo do dia.

Vários ataques aconteceram, e os vários velocistas sobraram, exceto Peter Sagan, que saiu na perseguição de várias fugas e parecia muito preparado para essa etapa. Após terminada a montanha, foi formada seguinte fuga de alto nível: Michael Matthews, Impey, Costa, Dumoulin, Nibali, Sagan, Van Avermaet, Boasson Hagen, Mikel Landa (Team Sky), Gorka Izagirre (Movistar), Damiano Caruso (BMC Racing), Steve Cummings (Dimension Data), Tony Gallopin (Lotto Soudal), Luke Durbridge (Orica-BikeExchange) e Sylvain Chavenel (Direct Energie).

gettyimages_546399876_670
Mais um dia com lindas paisagens e muita competição (Bettini Photo).

No pelotão a paz voltou a reinar após a estabilização da fuga, com as  equipes interessadas em ajudar os velocistas a retornar para a prova e a fuga abrindo cada vez mais. Na longa descida de mais de 60 km, as equipes Etixx e Loto Soudal tentavam desesperadamente tirar tempo da fuga, mas com 36 km para a chegada a diferença era de mais de 5 minutos e não diminuía. Foi então que o pelotão perdeu o interesse em perseguir e a diferença ao final foi quase par a 10 minutos, haja vista que nenhum ciclista da fuga indicava riscos para a classificação geral (CG).

Chris Froome (Sky) manteve tranquilo sua camisa de líder, e agora tem mais uma etapa voltada para os velocistas amanhã. Depois, na 12a etapa vem a aguardada chegada ao Mont Ventoux, o gigante dorme silencioso e aguarda os atletas para finalmente acontecer a primeira grande seleção deste Tour. No dia seguinte um contra-relógio para ver quem está realmente bem, não perca!

gettyimages_546400042_670
Chris Froome passou mais um dia a bordo do “trem” da Sky. Em sua sombra, Purito e seu Team Katusha (Tim De Waele).

Confira os melhores momentos da etapa de hoje:

Confira mais imagens da etapa (Bettini Photo, Tim De Waele, Getty Images):

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja tudo sobre as etapas aqui.

Resultados

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta