Sagan é Bi Mundial no Catar

Esta matéria tem o apoio delogo-bici

Peter Sagan venceu hoje, pela segunda vez na carreira, a prova de estrada do Mundial. Ele bateu em um sprint fortíssimo, Mark Cavendish (Grã-Bretanha) e Tom Boonen (Bélgica) que ficaram, consecutivamente, em segundo e terceiro.

Sagan e Cavendish escolheram linhas diferentes no sprint, enquanto o Cav. saiu para esquerda, Sagan foi para a direita. Parecia que era o lado mais complicado, mas contando com um pouco de sorte, ele ultrapassou o sprinter italiano Giacomo Nizzolo, ao lado das placas que delimitavam a pista, e partiu para vencer a prova.

Sagan ao final da prova não acreditava no feito. Segundo ele, ele era o último ciclista que fazia parte do grupo líder quando houve o corte no pelotão, ainda com mais de 150 km pra o final.

Como a prova se desenvolveu

Com um pouco de atraso teve início a prova e logo um grupo de 7 ciclistas abriu fuga. Eram eles:

Brayan Ramirez (Colômbia), Nic Dougall (África do Sul), Natnael Berhane (Eritréia), Ryan Roth (CAN), Anas Ait El Abdia (Marrocos), Sergiy Lagkuti (Ucrânia) e Rene Corella (México). 

Essa fuga chegou a abrir mais de dez minutos, o pelotão vinha tranquilo até que, com 200 quilômetros para o fim, o vento começou a soprar. A Bélgica que já havia alertado para esse tipo de situação fez o que disse que faria: junto com a Inglaterra e a Noruega acelerou o pelotão tentando quebrar o grupo e assim eliminar alguns adversários.

bettiniphoto_0266088_1_originali_670
Cavendish bem que tentou, mas um erro estratégico na chegada o fez perder a prova para Sagan, que foi simplesmente impecável! (Bettini)

A aceleração deu resultado, o pelotão se quebrou e no grupo da frente estavam além de vários fortes gregários, Tom Boonen, Greg van Avermaet, Niki Terpstra, Michael Matthews, Elia Viviani, Alexander Kristoff, Peter Sagan e Mark Cavendish.

O colombiano Gaviria que estava em um grupo logo atrás tentando se conectar ao grupo da frente se envolveu em um acidente e foi obrigado a abandonar a prova.

Veja o momento do primeiro corte no pelotão:

Com 143 quilômetros para o final a fuga inicial foi absorvida pelo grupo e então eles entraram para a parte final, dentro de um circuito em Doha, com 26 ciclistas.

A Alemanha foi a grande prejudicada, eles não tinham nenhum ciclistas entre os líderes, Kittel, Greipel e Degenkolb vinham no grupo perseguidor, mas perderam as esperanças quando, ao entrarem no circuito, alguns ataques aconteceram fazendo com que a desorganização se instaurasse e a diferença para o grupo líder que era de 1 minuto subisse para 1’30 e depois para 2 minutos. 

bettiniphoto_0266119_1_originali_670
Como havíamos previsto, a Bélgica causou o caos na prova. Impressionante a performance de seus atletas (Bettini).

Depois que entraram no circuito pouco aconteceu, o grupo líder liderado por Bélgica e Itália abria mais diferença e atrás vários grupos de ciclistas iam desistindo da perseguição.

A ação voltou no quilômetros finais da prova quando, primeiro Niki Terpstra e logo depois seu companheiro de equipe Tom Leezer (ambos holandeses) tentaram ataques solos. Terpstra foi logo anulado, mas Leezer, não. Ele atacou com pouco menos de 2 km para o final e abriu de forma surpreendente, parecia que uma zebra poderia acontecer quando, mais uma vez, a Bélgica tomou o controle e fez a perseguição alcançando o holandês a poucos metros da chegada. Assim que pegaram abriram o sprint. 

Sagan e Cavendish que vinham se marcando durante toda a parte final da prova, tomaram linhas diferentes, mas acabaram com a festa dos belgas que foram os principais protagonistas da prova.

Apesar de uma semana não tão emocionante como outros Mundiais, hj tivemos um pódio impressionante com três ex-campeões mundiais ficando com as medalhas.

Apenas para constar, o continente africano fez uma grande prova e colocou 3 atletas entre os 30 primeiros na prova, com Berhane (Eritrea) em 13°, Dougall (Africa do Sul) em 18° e Ait El Abdia (Marrocos) em 22°, os caras andaram muito.

Obrigado a todos por nos acompanharem. Fiquem ligados, pois aqui você encontrará o melhor do ciclismo e MTB mundial.

Confira a chegada:

Prova completa

Veja mais imagens (Tim De Waele, Bettini e Getty Images):

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultados

Comentários

Be the first to comment

Deixe uma resposta