Giro d’Itália: Greipel vence e assume a liderança

Saiba como!
Esta matéria tem o apoio deBicistore
Bicistore.

Grande vitória para o campeão alemão Andre Greipel (Lotto-Soudal) de 35 anos, que usou toda sua força para destruir a concorrência e assim vencer a etapa e pegar a tão sonhada camisa rosa de líder do Giro 2017.

A etapa de hoje, à primeira vista, parecia ser uma verdadeira pedra no sapato dos velocistas, com uma subida de 26km com 3,3% de inclinação após 170km de prova, numa etapa bastante longa com 222km, tudo indicava que os ciclistas de fortes equipes tentariam uma fuga no final. Mas, quando a seleção de atletas ocorreu, vários velocistas ainda se destacaram na subida e o sprint foi entre os mais bem preparados sprinters da prova.

Veja também: Lista de favoritos para o Giro d’Itália
Veja também: Lista oficial dos inscritos na centésima edição da prova

Acompanhe tudo o que acontece no Giro d’Itália aqui.
Acompanhe o Giro pela internet!

Andre Greipel (Lotto-Soudal) mostrou que seu top 10 na Paris-Roubaix esse ano não foi à toa, ele vem de uma temporada em que tem se mostrado um ciclista mais versátil, fugindo do estereótipo de velocista que apenas se segura no pelotão e espera a chegada. Greipel participou de fugas em grandes competições como a Paris-Nice, ajudou seus companheiros em etapas de montanha e fez uma ótima campanha nas clássicas da primavera.

Lukas Pöstlberger (Bora-Hansgrohe) curtiu seu dia com a camisa de líder do Giro (TDWSport).

Desta forma, os bons resultados de Greipel no Giro d´Itália são um continuação e isso deve se estender até o Tour de France, em julho, haja vista que o atleta já afirmou que não ficará até a terceira e montanhosa semana do Giro, e sairá da prova para se recuperar e atingir um novo pico de performance no Tour.

A fuga do dia: Daniel Teklehaimanot (Dimension Data), Lukasz Owsian (CCC), Ilia Koshevoy (Willier), Evgeny Shalunov (Gazprom) e Simone Andreetta (Bardiani). Pedalando no interior da ilha da Sardenha (TDWSport).

A fuga de hoje mais uma vez contou com o campeão da Eritrea (país africano que respira e ama o ciclismo e tem revelado vários talentos), Daniel Teklehaimanot (Dimension Data), que agora assume a liderança de montanha. Ele escapou com outros 4 valentes ciclistas:  Lukasz Owsian (CCC), Ilia Koshevoy (Willier), Evgeny Shalunov (Gazprom) e Simone Andreetta (Bardiani). A diferença para o pelotão chegou ao máximo de 6:30min, mas eles foram alcançados após a passagem do último prêmio de montanha.

Hoje foi dia dos velocistas enfrentaram uma longa subida de 26km, muitos ficaram pelo caminho (TDWSport).

Um ataque com Nathan Haas (Dimension Data) e Davide Martineli (QuickStepFloors) foi a única tentativa de frustrar os velocistas ao final, mas o pelotão encabeçado por Lotto-Soudal, Bahrain-Merida, UAE e Orica-Scott manteve a ordem e tudo se definiu nos últimos metros. Um furo de pneu de Ilnur Zakarin (Katusha) atrapalhou a vida do favorito russo, que perdeu 20s e se complicou na classificação geral.

Svein Tuft puxando o trem da Orica-Scott, a equipe australiana tem trabalhado muito para dar uma vitória a Caleb Ewan, será que vai sobrar algum gregário para ajudar Adam Yates na terceira semana? (TDWSport)

Amanhã teremos uma etapa mais curta, com 148km e sem grandes subidas, o que deve trazer mais uma vez o pelotão para o sprint, onde tudo pode acontecer! 🙂

Veja os melhores momentos da etapa de hoje:

Resultados

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta