Tour da Suíça: Vitória e liderança geral para Peter Sagan

Saiba como!

Peter Sagan venceu hoje a terceira etapa do Tour da Suíça, mas, ao invés de comemorar mais uma em um grande ano, ele comemorou o fato de, enfim, reencontrar a velha forma que esteve sumida no primeiro semestre.  

Essa foi a terceira vitória na temporada de Peter Sagan, longe de ser um bom número. Sagan não conquistou nenhum dos seus objetivos no início dessa temporada, mas, após uma mudança de treinamento e provas, ele parece estar forte.

Nosso redator, Ígor Donini, está na Suíça. Ele viu de perto a última etapa do Critérium Dalphiné e agora está acompanhando o Tour da Suíça! Dê uma olhada nas fotos de tudo o que está acontecendo! É o ciclismo batendo sempre muito forte na Europa! Fotos e vídeos exclusivos: https://photos.app.goo.gl/bBovr64kLuL7CeVW6

Hoje, com certa facilidade, Sagan conquistou a vitória da terceira etapa do Tour da Suíça. Foi a sua 17ª vitória de etapa na Suíça, o maior vencedor da história que trouxe também a liderança geral.

“Eu sabia que tinha que estar na frente com 200 metros para o final. Estava lá e, a partir desse ponto, foi fácil”, disse Sagan após a vitória.

Em segundo lugar cruzou a linha o italiano Elia Viviani e, em terceiro, John Degenkolb.

Degenkolb que era o melhor colocado nos últimos metros da etapa se tivesse escutado a entrevista de Sagan antes da largada, quando ele disse que “será um final tecnicamente difícil, perfeito para mim”, talvez tivesse mais ação evitando perder a posição (ele estava na roda de seu gregário, Jasper Stuyven, que era o último a fazer a embalada para a chegada), para Sagan na última curva.

Sagan teve alguns problemas durante a etapa, trocando de bicicleta duas vezes, sendo que a última a 19 km do final. Na última ele acabou tocando em Elia Viviani e acabou quebrando alguns raios da roda. Apesar do susto, aparentemente não houve pânico e logo ele estava de volta ao pelotão.

A Bora controlou brilhantemente a etapa toda, a fuga com Bert-Jan Lindemann (Team Jumbo-Visma), Willem Jakobus Smit (Katusha), Ryan Anderson (Rally UHC Cycling) e Simon Pellaud (Seleção suíça) abriu vantagem máxima de 3’40”, mas foram pegos e no final coube a Sagan fazer valer tanto trabalho.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Amanhã mais uma etapa deve animar o Tour da Suíça com mais um final provavelmente disputado em sprint.

Veja como está a classificação: