Elia Viviani vence no Tour da Suíça em dia de abandono de Geraint Thomas

Saiba como!

O campeão italiano Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step) venceu a quarta etapa da Volta da Suíça em um sprint contra Peter Sagan. Mas o dia também foi marcado pelo susto causado pela queda de Geraint Thomas, da Team Ineos.

Nosso redator, Ígor Donini, está na Suíça. Ele viu de perto a última etapa do Critérium Dalphiné e agora está acompanhando o Tour da Suíça! Dê uma olhada nas fotos de tudo o que está acontecendo! É o ciclismo batendo sempre muito forte na Europa! Fotos e vídeos exclusivos: https://photos.app.goo.gl/bBovr64kLuL7CeVW6

Após a queda, Thomas ficou sentado no chão, chegando a colocar a mão na clavícula, foi avaliado pela equipe que achou melhor levá-lo ao hospital. Antes, porém, Thomas chegou a mexer o braço, fazendo alguns movimentos que passam a ideia que nada de mais grave aconteceu. A Team Ineos ainda não se pronunciou oficialmente.

O acidente, a duas semanas do Tour de France, trouxe muita tensão à equipe inglesa que na semana passada perdeu Chris Froome em uma queda violenta no aquecimento da quarta etapa do Critérium Dalphiné. Froome continua hospitalizado, com várias fraturas e deve ficar no hospital durante mais 4 semanas aproximadamente.

Quando Thomas fez esse movimento quase foi possível ouvir o suspiro do pessoal da equipe.

Além de Thomas, Andre Zeits, ciclista da Astana que vem fazendo uma excelente temporada, também abandonou. Ele se envolveu no mesmo acidente e as notícias são de que ele quebrou a clavícula. Outro ciclista da Astana que caiu durante a etapa foi o espanhol Omar Fraile que teve melhor sorte, não acontecendo nada de mais sério, tirando os inúmeros ralados.

Omar Fraile caiu, mas segue na prova.

Após a queda e posterior abandono de Thomas ficou evidente a grande preocupação da Team Ineos com o colombiano Egan Bernal que será o capitão caso algo de mais grave aconteça com Thomas. O colombiano, que seria o capitão da equipe no Giro da Itália, caiu semanas antes da largada da volta italiana e vai para o Tour de France, a principio, para ajudar Thomas a defender seu título.

Apesar da preocupação, Bernal terminou em segurança a etapa que teve 163,9 quilômetros entre Murten e Arlesheim e foi decidida no sprint.

A Bora trabalhou muito bem para Peter Sagan, mas foi a Deceuninck-Quick Step que no momento chave dos metros finais tomou a frente do pelotão com um belo trabalho de Asgren, Lampaert e Morkov que deixaram Viviani muito bem colocado pra arrancar, praticamente junto com Sagan, e, na força, bater o martelo vencendo a etapa e dando fim a sequencia de derrotas. Sua última vitória havia sido em março, no Tirreno Adriático (Viviani venceu a terceira etapa do Giro da Itália, mas acabou desclassificado).

Apesar do sprint ter como principal rival o eslovaco Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) que lidera a Volta, o segundo lugar acabou ficando com o australiano Michael Mathews, da Sunweb, que passou Sagan nos últimos centímetros.

Sagan jogou a bike muito antes, facilitando para Mathews que ultrapassou nos últimos centímetros de pista.

Sagan terminou em terceiro e manteve a liderança da prova com Mathews a 10 segundos, em segundo.

Viviani comemora com Lampaert a vitória da etapa.

Amanhã iniciam-se as etapas que irão definir a geral do Tour da Suíça que termina no domingo. Serão 4 etapas montanhosas e mais um contra-relógio.

Veja como está a classificação geral: