Tour de France: Yates vence outra e Pinot brutaliza!

Saiba como!

Há quase 20 anos acompanho o ciclismo e principalmente o Tour de France, mas posso dizer: essa foi uma das melhores etapas da história recente da competição! A grande volta francesa está cada vez mais aberta e inesperada, não há mais uma equipe com supremacia sobre as demais, e tudo pode acontecer quando estamos nesta situação!

A vitória da etapa ficou com Simon Yates (Scott), que venceu sua segunda etapa de montanha aqui nos Pirineus escapado após uma longa jornada na fuga. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) foi o mais forte entre os ciclistas da geral, ele atacou com 6km para o final e o caos começou!

Veja também:

Tour de France: Caleb Ewan consegue a sonhada vitória em Toulouse

Nairo Quintana muda de equipe em 2020

Tour de France 2019: A batalha dos heróis das terras altas da Colômbia

Tour de France: Aert vence em dia de ventania!

Egan Bernal on Prat d'Albis
Duelo de titãs: o momento em que Pinot largou Egan Bernal para trás no cruel Prat d’Albis (TDW).

O ataque de Pinot foi arquitetado pela FDJ de modo a testar as pernas de Bernal e Thomas. A FDJ mandou David Gaudu para a ponta para forçar o ritmo e na sequência Pinot atacou muito forte. Apenas Buchmann e Bernal puderam segui-lo.

Inicialmente Alaphilippe também seguiu o movimento de Pinot, mas o Maillot Jaune quebrou. Alaphil fez um final de prova no “modo de sobrevivência”, mantendo a liderança da prova de maneira impressionante.

Mikel Landa (Movistar) at the Tour de France
Mikel Landa (Movistar) em mais um forte ataque nas montanhas dos Pirineus franceses (Getty).

O prêmio de ciclista mais combativo da etapa foi para o espanhol Mikel Landa (Movistar), que atacou forte logo no começo da escalada, após um grande trabalho da Movistar feito por Carlos Verona e Marc Soler.

Landa, desta forma, tem se mostrado um dos poucos ciclistas a se aventurar em ataques nas etapas mais duras do Tour até aqui. Ele atacou no Planche des Belles Filles, no Tourmalet e também nesta etapa 15, em Prat d’Albis.

Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) on the attack
Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) não parava de atacar e, no final, nem mesmo Bernal foi capaz de suportar seu ritmo! (TDW)

A vitória de etapa foi, pela segunda vez nesse Tour, para o resiliente Simon Yates (Mitchelton-Scott), que mostra que não foi a toa que ele venceu a Vuelta a España 2018 e, por pouco, não venceu o Giro 2018 também. Simon é um dos grandes nomes das escaladas na atualidade, e foi supremo nesta fuga.

Egan Bernal (Team Ineos) with Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe)
Egan Bernal (Team Ineos) e Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe) sofrendo na perseguição de Pinot. Eles são as grandes revelações deste Tour! (TDW)

O ataque de Yates, todavia, não começou numa escalada, e sim descendo a penúltima montanha do dia, com o alemão Simon Geschke (CCC) sendo o único a persegui-lo. Mais tarde, o alemão percebeu que Yates estava forte demais na subida, e ficou numa estratégia mais conservadora, ficando mais “de roda”, para ficar num eventual segundo lugar na etapa.

The two Simons – Yates and Geschke
Os dois Simons na fuga final: Yates e Geschke!

Yates não tinha nada a perder e atacou forte na subida final, deixando Geschke para trás, o qual foi, mais tarde, passado pelos ciclistas da GC. Yates ficou com a segunda vitória de etapa neste Tour de France. Você pode conferir a repercussão da vitória de Yates dentro da Mitchelton-Scott em um dos vídeos que coloquei abaixo.

Race leader Julian Alaphilippe in the peloton on stage 15
Julian Alaphilippe tem tido um grande suporte de sua equipe neste Tour de France. Os belgas tem dito que ele está indo bem pois a equipe é belga! Os franceses atiram de volta dizendo que Thibaut Pinot está numa equipe francesa e irá tirar a camisa dele! A briga começou a ficar dentro de casa… (TDW)

Nesta segunda-feira os ciclistas desfrutam o segundo dia de descanso. Será um dia bom para dar aquele giro leve para soltar as pernas, dormir até tarde e passar o dia em reabilitação e massagem. Os diretores esportivos (DS) terão bastante trabalho para traçar a estratégia das equipes e apenas em Paris saberemos qual será a melhor!

Até mais! 🙂

Vídeos

Resumo oficial:

Reações dentro da equipe FDJ:

Melhores momentos da GCN:

Momento em que Alaphilippe “explodiu seu motor”:

Programa de Lance Armstrong sobre a etapa:

Câmera onboard da etapa:

Reações da equipe do vencedor da etapa:

Último km:

Ala x Thomas:

Resultados

Etapa:

1 Simon Yates (GBr) Mitchelton-Scott 4:47:04
2 Thibaut Pinot (Fra) Groupama-FDJ 0:00:33
3 Mikel Landa (Spa) Movistar Team
4 Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe 0:00:51
5 Egan Bernal (Col) Team Ineos
6 Lennard Kämna (Ger) Team Sunweb 0:01:03
7 Geraint Thomas (GBr) Team Ineos 0:01:22
8 Steven Kruijswijk (Ned) Team Jumbo-Visma
9 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team
10 Richie Porte (Aus) Trek-Segafredo 0:01:30
11 Julian Alaphilippe (Fra) Deceuninck-QuickStep 0:01:49
12 Wout Poels (Ned) Team Ineos
13 Warren Barguil (Fra) Arkéa Samsic 0:01:54
14 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team
15 Guillaume Martin (Fra) Wanty-Gobert 0:02:08
16 Sébastien Reichenbach (Swi) Groupama-FDJ 0:02:55
17 Roman Kreuziger (Cze) Dimension Data 0:02:58
18 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale
19 Nairo Quintana (Col) Movistar Team
20 Rigoberto Uran (Col) EF Education First

Geral:

1 Julian Alaphilippe (Fra) Deceuninck-QuickStep 61:00:22
2 Geraint Thomas (GBr) Team Ineos 0:01:35
3 Steven Kruijswijk (Ned) Team Jumbo-Visma 0:01:47
4 Thibaut Pinot (Fra) Groupama-FDJ 0:01:50
5 Egan Bernal (Col) Team Ineos 0:02:02
6 Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe 0:02:14
7 Mikel Landa (Spa) Movistar Team 0:04:54
8 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:05:00
9 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team 0:05:27
10 Rigoberto Uran (Col) EF Education First 0:05:33